Blog de Pedro Carrancho
 


CARTÕES CORPORATIVOS

Lula decretou que os gastos com cartões corporativos seriam sigilosos, dando margem a gastos exorbitantes, sem que os cidadãos contribuintes possam saber para que fins estão sendo utilizados.

Um governo que diz primar pela transparência, já deveria ter revogado esse decreto imoral e indecente.

Dilma, em pouco mais de 2 anos, já conseguiu gastar cerca de R$156 milhões com cartões corporativos!

Até onde vão esses gastos desenfreados e inexplicáveis, sob a chancela do sigilo? Os cidadãos exigem transparência, já!

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h06
[] [envie esta mensagem] []




ERROS MEDICOS

                    Na área pediátrica, a ocorrência de erros médicos é potencialmente maior em pacientes internados.
                    Eventos medicamentosos adversos são três vezes mais frequentes em crianças do que em adultos. Já nos atendimentos ambulatoriais, nos Estados Unidos, cerca de 13% das prescrições pediátricas têm erros potenciais de medicações, sobretudo em criança menores de 3 anos de idade.
                    O potencial para danos aumenta quando a equipe de atendimento à saúde e o paciente não compartilham o idioma nativo,como no caso do Programa Mais Médicos, criado pelo Governo, que vem contratan-
do médicos estrangeiros.



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h05
[] [envie esta mensagem] []




RESILIÊNCIA

           Todos conhecemos pessoas que, apesar de nascerem na pobreza, em condições absolutamente adversas,têm, como característica biológica, a capacidade de aceitação e de superação de todos os obstáculos,ou sejam,são dotadas de RESILIÊNCIA.

                 Essas pessoas se caracterizam, geralmente, por saberem administrar suas emoções,adaptarem-se às situações estressantes, saberem controlar seus impulsos,são otimistas por natureza,são autoeficientes,usam da empatia e sempre têm um propósito na vida.

                    As pessoas resilientes “fazem de um limão uma limonada” e conseguem “dar a volta por cima”.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h04
[] [envie esta mensagem] []




PRESIDENCIAVEIS

                                   O atual Governo, através dos Ministérios da Saúde e da Educação, encetaram uma verdadeira campanha de satanização da classe médica, que vem se sentindo perseguida e totalmente desvalorizada e de-
sacreditada,desde os vetos ao Ato Médico até a implantação do programa Mais Médicos.Em nenhum momento
os acordos foram respeitados nem as entidades médicas foram ouvidas.
                    Os presidenciáveis, que tiverem um discurso mais afinado com os médicos e estudantes de medi-
cina, já poderão contar com cerca de 500.000 votos, sem levar em consideração aqueles advindos de seus parentes ,clientes e amigos.


 Escrito por Pedro Carrancho às 15h04
[] [envie esta mensagem] []




FLANELINHAS

          A Lei nº 6242/75, o Decreto nº 79797/77, o art. 47 da LCP e o art. 254 do CTB, são frequentemente, desrespeitados pelos "flanelinhas" e "guardadores de carros", que intimidam,coagem e ameaçam os motoristas, sem que a PM e a PMV tomem qualquer providência.

         Os cidadãos capixabas já não aguentam mais a ação desses indivíduos, que passaram a ser "proprietários" de áreas públicas, demarcando, inclusive, áreas fixas de atuação, explorando ,criminosamente, vagas de estacionamento.

             Basta.Façam cumprir as leis existentes.

 

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h02
[] [envie esta mensagem] []




FARMACÊUTICO

        Nenhum medicamento deveria ser prescrito sem ser precedido,rigorosamente, do correspondente ato médico, mesmo que as queixas do paciente sejam, aparentemente, simples.

          Assim sendo, a autorização do CFF(Conselho Federal de Farmácia) para os farmacêuticos receitarem medicamentos para os "transtornos menores" cria um perigoso parecedente, que pode colocar em risco a saúde do cidadão.

              Se a presidente Dilma não tivesse,equivocadamente, imposto vetos à lei que regulamenta a medicina, isto, certamente, não poderia estar acontecendo.

              Infelizmente, todas as medidas tomadas, ultimamente, pelo Governo Federal, em relação aos médicos, só têm desvalorizado, ainda mais, esses profissionais.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h01
[] [envie esta mensagem] []




FARMACÊUTICO

        Nenhum medicamento deveria ser prescrito sem ser precedido,rigorosamente, do correspondente ato médico, mesmo que as queixas do paciente sejam, aparentemente, simples.

          Assim sendo, a autorização do CFF(Conselho Federal de Farmácia) para os farmacêuticos receitarem medicamentos para os "transtornos menores" cria um perigoso parecedente, que pode colocar em risco a saúde do cidadão.

              Se a presidente Dilma não tivesse,equivocadamente, imposto vetos à lei que regulamenta a medicina, isto, certamente, não poderia estar acontecendo.

              Infelizmente, todas as medidas tomadas, ultimamente, pelo Governo Federal, em relação aos médicos, só têm desvalorizado, ainda mais, esses profissionais.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h01
[] [envie esta mensagem] []




POLÍTICOS E JUIZES

Se o STF decepcionou a população brasileira, deixando impunes os políticos mensaleiros,  cabe aos cidadãos acordarem e responderem nas urnas,ainda há tempo.O povo, se não quiser, não continuará a ser enganado.Todos estamos vendo,no congresso e na câmara, os tipos de políticos que elegemos .Assim,serão necessárias mudanças radicais.O povo nas ruas já mostrou do que é capaz . Não se pode mais confiar inteiramente na justiça. A população já está mais conscientizada e, pelo voto, poderá alcançar as mudanças necessárias.Medidas puramente eleitoreiras não enganarão mais a população.Somente o povo pode mudar o Brasil.Não nos deixemos mais ser enganados.Não acreditemos mais em promessas,Não vendam seus votos,pois o valor a pagar depois é muito alto e não terá volta nem perdão.Estamos vendo isso todos os dias e ,por isso, tantas bandalheiras estão acontecendo.



 Escrito por Pedro Carrancho às 15h00
[] [envie esta mensagem] []




ANQUILOGLOSSIA

                     Na área da Pediatria, tem virado moda a criação de testes para tudo.Agora, além dos testes do pezinho,da orelhinha,do olhinho e do coraçãozinho, estão querendo instituir a obrigatoriedade legal do "teste da linguinha", que nada mais é do que a avaliação do bebê,que, em raras ocasiões, pode nascer com o freio lingual curto(anquiloglossia), em variados graus de intensidade, podendo provocar problemas mecânicos na amamentação,na alimentação e na fala.
                    Achamos desnecessária o obrigatoriedade legal desse teste, uma vez já faz parte da rotina do exame físico do bebê ao nascer ou na primeira consulta com o pediatra.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h57
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MEDICOS

      O Programa Mais Médicos foi criado com objetivos eleitoreiros, pois não atinge o cerne da questão : necessidade premente de mais recursos financeiros; Carreira de Estado para os médicos ,objetivando sua interiorização;infraestrutura adequada,etc.
      O projeto está eivado de irregularidades: não poderia ser criado por MP,pois não é matéria de urgência constitucional; a dispensa de revalidação 
do diploma obtido em outros países coloca a população em risco; criam-se dois tipos diferentes de medicina; representa uma burla à legislação trabalhista(“regime de escravidão moderno”); há violação ao princípio do concurso público.
      Apesar de tudo isso, o STF tem se manifestado,liminarmente, favorável ao Governo e tão cedo o Plenário não decidirá se referenda ou não a liminar concedida por Lewandowski e não apreciará as ações de inconstitucionalidade
.




 Escrito por Pedro Carrancho às 14h55
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MEDICOS

       Assim como Lewandowski, o ministro Marco Aurélio negou liminar em MS contra o Programa Mais Médicos.Mas, alegou que a matéria deveria ser analisada pelo Plenário do Supremo.Recomendou aguardar-se o julgamento definitivo da impetração.A AGU acha que os médicos estrangeiros poderão atuar sem revalidar o diploma "por exercerem atividades de menor complexidade".
       Será que a AGU e o STF se manifestariam no mesmo sentido se fosse implantado o projeito Mais Advogados,permitindo que advogados estrangeiros atuassem em áreas carentes, sem capacitação da OAB,em "matérias jurídicas de menor complexidade"?E olha que os médicos vão lidar com a vida humana.O que seria "atividade de menor complexidade" no entender da AGU?

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h55
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MÉDICOS

 

 Como já se esperava,dezenas de prefeituras já estão demitindo os médicos brasileiros para substituí-los pelos estrangeiros(cubanos),sob o pretexto de reduzir os custos com uma mão de obra barata,custeada pelo Governo Federal, que pagará uma bolsa mensal de R$10.000,00.Fica,assim, desmascarada a intenção eleitoreira do Ministro,que dizia ter sido o projeto "Mais Médicos" implantado para levar os médicos onde eles não existiam.Não é isto que está acontecendo.Muitos médicos estrangeiros estão se instalando em bairros periféricos de cidades onde não faltam médicos.Em Vitória,ES, por exemplo, onde a proporção de médicos é bem maior do que a fixadas pela OMS, já estão sendo convocados profissionais do projeto "Mais Médicos".E assim vem acontecendo em diversas cidades do interior do Brasil.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h54
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MÉDICOS

 

 Como já se esperava,dezenas de prefeituras já estão demitindo os médicos brasileiros para substituí-los pelos estrangeiros(cubanos),sob o pretexto de reduzir os custos com uma mão de obra barata,custeada pelo Governo Federal, que pagará uma bolsa mensal de R$10.000,00.Fica,assim, desmascarada a intenção eleitoreira do Ministro,que dizia ter sido o projeto "Mais Médicos" implantado para levar os médicos onde eles não existiam.Não é isto que está acontecendo.Muitos médicos estrangeiros estão se instalando em bairros periféricos de cidades onde não faltam médicos.Em Vitória,ES, por exemplo, onde a proporção de médicos é bem maior do que a fixadas pela OMS, já estão sendo convocados profissionais do projeto "Mais Médicos".E assim vem acontecendo em diversas cidades do interior do Brasil.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h53
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MÉDICOS

 

 Como já se esperava,dezenas de prefeituras já estão demitindo os médicos brasileiros para substituí-los pelos estrangeiros(cubanos),sob o pretexto de reduzir os custos com uma mão de obra barata,custeada pelo Governo Federal, que pagará uma bolsa mensal de R$10.000,00.Fica,assim, desmascarada a intenção eleitoreira do Ministro,que dizia ter sido o projeto "Mais Médicos" implantado para levar os médicos onde eles não existiam.Não é isto que está acontecendo.Muitos médicos estrangeiros estão se instalando em bairros periféricos de cidades onde não faltam médicos.Em Vitória,ES, por exemplo, onde a proporção de médicos é bem maior do que a fixadas pela OMS, já estão sendo convocados profissionais do projeto "Mais Médicos".E assim vem acontecendo em diversas cidades do interior do Brasil.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h53
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MEDICOS

           Com o projeto “Mais Médicos”, o Ministro da Saúde alega que pretende suprir a falta desses profissionais nos locais mais pobres e necessitados e que não há intenções eleitoreiras.

          Entretanto, em dezenas de cidades do interior, as prefeituras estão demitindo os médicos brasileiros para substituí-los por estrangeiros, sob o pretexto de que, assim, vão fazer economia, uma vez que os custos serão cobertos pelo Governo Federal, que pagará uma bolsa mensal de R$10.000,00.

          Afinal, o tão propalado objetivo do Governo não era prover a falta de médicos ou, na verdade, queria conseguir uma mão de obra barata, desqualificada?

          Parece que a população está sendo ludibriada, porém, ainda não percebeu.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h52
[] [envie esta mensagem] []




MAIS MEDICOS

                   O Ministro Padilha,da saúde, vem propalando que em diversas partes do mundo há médicos estrangeiros trabalhando,é verdade.Entretanto,ele e a mídia,em geral,escondem da população que nesses países há diferentes critérios e exigências para que possam trabalhar: documentação variada,provas de idioma e de medicina e,o que é importante, as entidades médicas são respeitadas e consultadas, o que não acontece aqui.

               Por que no Brasil deveria ser diferente?Seriam os brasileiros cidadãos de segunda categoria?Querem passar para a população que os médicos brasileiros são contra o projeto Mais Médicos,apenas por corporativismo,quando, na realidade, o que se exige é que os médicos estrangeiros se submetam aos critérios estabelecidos para a revalidação de seus diplomas.

 

Att.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h52
[] [envie esta mensagem] []




ATO MÉDICO

                 O diagnóstico e tratamento das doenças sempre foram, sem contestação e sem sombra de dúvidas, atos privativos dos profissionais capacitados para isso, ou seja, os médicos.
                Agora, entretanto, com os vetos da presidente Dilma ao ATO MÉDICO, a situação que era ruim, antes da regulamentação, ficou pior, pois abriu-se um perigoso precedente.Antes, atos que se constituiam em "exercício ilegal da medicina", poderiam ser punidos pelos CRMs e pela justiça.Melhor seria,então, o veto total, pois o que está ocorrendo, no  momento, é uma total banalização da MEDICINA.
                



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h50
[] [envie esta mensagem] []




ATO MÉDICO

                 O diagnóstico e tratamento das doenças sempre foram, sem contestação e sem sombra de dúvidas, atos privativos dos profissionais capacitados para isso, ou seja, os médicos.
                Agora, entretanto, com os vetos da presidente Dilma ao ATO MÉDICO, a situação que era ruim, antes da regulamentação, ficou pior, pois abriu-se um perigoso precedente.Antes, atos que se constituiam em "exercício ilegal da medicina", poderiam ser punidos pelos CRMs e pela justiça.Melhor seria,então, o veto total, pois o que está ocorrendo, no  momento, é uma total banalização da MEDICINA.
                Atos privativos de médicos, que antes fossem praticados por outros profissionais, não capacitados, poderiam ser punidos como "exercício ilegal da medicina", hoje, no entanto, houve uma descriminalização desses atos, que poderão ser praticados sob o amparo da LEI.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h49
[] [envie esta mensagem] []




PROTESTOS

                       Estamos vendo nos noticiários,nos últimos dias, diversas manifestações de protesto contra: a corrupção desenfreada, gastos públicos desnecessários com desvio do dinheiro para empresas privadas,impunidade em todos os níveis, mensalão sem punição, inflação preocupante, violência de todas as formas, precariedade na saúde,educação e transporte público, SUS sucateado, todos os tipos de "bolsas" eleitoreiras,etc.
                      Estão ou não com razão esses manifestantes?Merecem apôio em suas manifestações e reivindicações?A insatisfação é geral.Os estudantes estão voltando às ruas,com protestos, e não sabemos até onde isto chegará.
                      Cremos que, se não houver depredação e vandalismo,por parte dos manifestantes, e se o movimento for pacífico, a maioria da população os apoiará,pois, não parece haver conotação partidária nas suas atitudes.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h48
[] [envie esta mensagem] []




SITE MÉDICO

Neste momento, em que a saúde no país se encontra num caos e o governo,usando de medidas eleitoreiras,pretende importar médicos estrangeiros,para trabalharem nos municípios do in-
terior, sem a devida revalidação de diplomas e sem a autorização legal dos CRMs,solicitamos
aos colegas médicos e estudantes de medicina que acessem o sitabaixo, onde poderão  ser
discutidas as medidas a serem tomadas, bem como expostas todas as opiniões a respeito  do
sistema de saúde brasileiro:
:https://www.facebook.com/groups/soumedico/
Solicite que seja adicionado ao nosso grupo Dignidade Médica Brasil.
Agradeceria ao jornal A Tribuna,a gentileza da publicação.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h47
[] [envie esta mensagem] []




CARTÃO CORPORATIVO

Até quando persistirá  a farra com os famigerados "cartões corporativos", através dos quais o dinheiro dos contribuintes é gasto pelo Governo com supérfluos: vinhos,cervejas, chocolates, dvds,flores,etc.?
Sai governo entra governo e a situação permanece a mesma, ninguém consegue dar um basta na situação.
Gostaria de saber se não há um meio de acabar com tais cartões, utilizados abusivamente às custas dos cidadãos.
A quem caberia a iniciativa de acabar com tal vexatório privilégio, que deixa a todos indignados?


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h46
[] [envie esta mensagem] []




ANTIBIÓTICOS

Em recente pesquisa realizada nos EUA, constatou-se que os antibióticos foram receitados pelos médicos para 46% das crianças portadoras de infecções de vias aéreas superiores, em sua maioria,sabidamente provocadas por vírus, logo, sendo totalmente contraindicada este tipo de conduta.
Certamente, aqui no Brasil,como lá, a superutilização dos antibióticos para tais condições, também deve ser ampla, independentemente da especialização médica considerada.
Não se sabe o motivo da utilização deste tipo de medicamento para patologias que não se beneficiam do seu emprêgo e que só provocam o encarecimento do tratamento.
Poder-se-iam aventar algumas hipóteses: diagnósticos incorretos, insegurança ou comodidade do profissional,etc...
Na prática, entretanto, o que mais se observa é o profissional ser "pressionado" pelo cliente, que lhe "exige" a prescrição de um antibiótico, na certeza de que assim conseguirá uma cura mais rápida e sem o que a receita não merecerá crédito algum, levando-o a procurar outro médico que atenda ao seu desejo.
Creio que a solução para se evitar o uso abusivo e impróprio de antibióticos seria, simplesmente, a criação de um vínculo de confiança médico-paciente e de uma segura e esclarecedora conversa, em que se explicaria que tais infecções evoluem, na maior parte das vezes, naturalmente para a cura, ao cabo de 3 a 5 dias, independentemente do medicamento usado, a não ser que ocorra alguma complicação.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h45
[] [envie esta mensagem] []




LGTB

Alguns parlamentares, ultimamente, ao invés de se preocuparem com problemas mais importantes, que afligem todos os cidadãos,indistintamente, como saúde,segurança,educação,etc..., estão querendo impor à população, às famílias brasileiras, 
mudanças comportamentais, que devem ser,naturalmente, absorvidas,incorporadas ao cotidiano das pessoas,através do tempo e não por meio de Leis e Decretos.
É preocupante que queiram ,a todo custo, transformar o particular, o excepcional,em uma regra, a ponto de, em lugar de defenderem direitos, criarem "privilégios",que não são concedidos à maioria dos cidadãos brasileiros.
Querem radicalizar,introduzindo nas escolas questões relativas a LGTB e criminalizar,com até 5 anos de prisão ,atos "considerados" homofóbicos!!!Está ocorrendo uma inversão de valores.
Os cidadão já não podem expressar seus pensamentos,suas opiniões,suas religiões,suas indignações,oposições de idéias,sob pena de serem classificados como "criminosos".
Beira-se o totalitarismo, quer de esquerda quer de direita,colocando-se em risco a democracia.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h44
[] [envie esta mensagem] []




MEDICINA

 A MEDICINA BRASILEIRA está envergonhada,indignada,perante aos outros países.Não seria concebível que a Presidente e o Ministro da Saúde,médico, através de uma MP passassem a autorizar o exercício do ato médico por profissionais sem o CURSO DE MEDICINA.Qualquer profissional da área de saúde, daqui pra frente, poderá diagnosticar doenças e prescrever medicamentos,amparados legalmente,sem risco de uma transgressão penal?O que antes era CRIME, agora se tornou LEGAL?É inacreditável.Será que os Congressistas não conseguiram avaliar que era essencial rejeitar os vetos da presidente?De que adiantou o longo debate e discussões por quase 12 anos?Será que 400.000 médicos e estudantes de medicina não representam nada políticamente?Os parlamentares pagaram para ver.Contam,apenas, com o apoio, em maior número, dos não médicos, para alcançarem suas pretensões políticas.Com a aprovação dos vetos,é grande,agora, a possibilidade de se instituir o charlatanismo,sob o amparo da lei.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h43
[] [envie esta mensagem] []




FEBREFOBIA

FEBREFOBIA

 

A fobia da febre,com a participação dos médicos, corre solta, levando os pais a exagerarem no seu tratamento, com risco de superdosagem de medicação.

A febre não é uma doença, mas sim um sintoma,na maioria das vezes, decorrente de uma resposta normal do organismo à uma infecção.

A febre é uma das manifestações que, mais frequentemente, leva uma criança ao Pronto Socorro.Contudo, na realidade, só em certas situações especiais a criança precisaria ser levada imediatamente para uma avaliação médica por causa de uma febre: idade inferior a 3 meses, temperatura acima de 39,4ºC(especialmente com calafrios),duração acima de 72h e com comprometimento do estado geral.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o nível recomendado para o emprêgo de antipiréticos seria de 38ºC.Todavia, 65% dos pediatras sempre prescrevem medicamentos contra a febre,90% das vezes para temperaturas entre 37,5 a 38ºC, e, o que é pior, 50% deles aconselham, explicitamente, os pais a alternarem antitérmicos(paracetamol,dipirona e ibuprofeno),prática formalmente contraindicada por todos os consensos de especialistas.

Ao se prescrever um medicamento contra a febre, objetiva-se,apenas, minimizar o desconforto e a dor, e não a normotermia, que só se evidenciará após a extinção da causa.




 Escrito por Pedro Carrancho às 14h42
[] [envie esta mensagem] []




ESCOLAS MÉDICAS

Por que se permite a proliferação de Escolas Médicas?Dados do CFM indicam que o Brasil já conta com 200 Escolas Médicas, algumas com 2 ou três cursos distintos.
Nos Estados Unidos, mesmo com uma população superior à brasileira, há 137 Escolas Médicas, o mesmo acontecendo na China.
Entre 2000 e 2009, segundo o IBGE, a quantidade de médicos aumentou 27%,enquanto a população brasileira cresceu 12%.
Em 2012, 197 Escolas Médicas ofertavam aproximadamente 17.000 vagas.Atualmente,
cerca de 14000 médicos se formam todos os anos no Brasil, mas o país registra apenas 7000 vagas de Residência Médica.Mais de 180.000 médicos não concluiram programa de Residência Médica ou não têm título de especialista.
Em 2020, sem contar as novas vagas nos cursos de medicina, a projeção é de que haverá 455.829 médicos no Brasil, o que daria uma relação de 2.20médicos/1000 habitantes, para uma população estimada de 207.143.243 pessoas.Por essa projeção,Vitória,ES, terá uma relação de 17,85 médicos/1000 habitantes, bem acima do necessário.
Isto mostra que a intenção do Governo, em contratar médicos estrangeiros, é totalmente desnecessária e equivocada.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h42
[] [envie esta mensagem] []




MÉDICOS

O ES possui 7.780 médicos em atividade,com 35% generalistas(clinico geral) e 65% especialistas,sendo a pediatria a especialidade com o maior número de médicos(11%).
A OMS preconiza como ideal a ocorrência de 1 médico/1000 habitantes,mas, o Governo Federal reputa como um número razoável a existência de 2,5 médicos/1000.
No ES há 2.17 médicos/1000 habitantes,mas, na capital,Vitória,esse número
é de 11,61/1000, o que lhe garante o melhor posicionamento nacional.
No ES atuam 750 pediatras,para uma população de 3.500.000 habitantes,portanto,
acima do ideal preconizado pela a OMS, 20 pediatras/100.000 habitantes.
Na capital,Vitória, atuam 382 pediatras, um número 5 vezes superior ao necessário(11/1000).Desta forma, não procede a queixa de falta de pediatras,no Estado e na Capital.Falta, sim, o pagamento de uma remuneração digna, à altura da importância desse especialista.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h41
[] [envie esta mensagem] []




AGRESSÕES

As agressões a médicos já estão se tornando rotineiras, sobretudo nos serviços de urgência/emergência,quer públicos quer particulares.Isso é muito preocupante.
Os pacientes, nesses locais, dependendo da classificação de risco, poderão ter que aguardar, por um tempo variável, o momento do atendimento médico.
Muitos casos rotineiros, que poderiam ser resolvidos em consultas ambulatoriais, estão sendo atendidos nos P.S.,sobrecarregando todos os profissionais da saúde envolvidos.
Para os pacientes, que procuram os P.S., invariavelmente, todas as situações são consideradas de urgência e,por isso, eles não querem esperar, se irritam, passam a provocar tumulto, com o intuito de chamar a atenção da mídia para,assim, serem atendidos imediatamente e, se não conseguem, descarregam toda a sua raiva sobre o médico,agredindo-o fisica e moralmente.
Em muitas ocasiões, o número de profissionais, que atendem nos P.S., pode ser insuficiente, de tal forma que se torna humanamente impossível dar vazão, em tempo razoável, aos atendimentos em espera,sem que se comprometam a qualidade e a segurança das consultas médicas.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h40
[] [envie esta mensagem] []




MEDICOS

No Brasil existem cerca de 197 Faculdades de Medicina, ficando em segundo lugar no mundo, logo depois da India, que possui 272.A cada ano formam-se 13.000 estudantes de medicina e o país possui 371.000 médicos, o equivalente a 2 médicos por 1000 habitantes,portanto, acima do que preconiza a OMS, que estabelece como ideal 1 médico para 1000.Desse total, 70% se localizam nas regiões Sul e Sudeste, onde existem,respectivamente, 1/615 e 1/455 médicos por habitantes, enquanto no Norte há 1 médico para 1345 habitantes e no Nordeste há 1médico/1063 habitantes.
Constata-se que ocorre uma má distribuição dos médicos e não se justificam a criação indiscriminada de mais Faculdades de Medicina e, muito menos , a importação de médicos estrangeiros para trabalharem em nosso país.
Se o Governo pretendende a interiorização dos médicos, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste, basta redistribuí-los através da implantação de uma Carreira de Estado para os Médicos Servidores Públicos, nos moldes do que já existe no Judiciário, para promotores e juízes, pagando um salário digno, com base no valor mínimo inicial estabelecido pela FENAM.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h39
[] [envie esta mensagem] []




MEDICOS

Os prefeitos do interior se queixam da dificuldade de contratar médicos,entretanto, sabe-se que não faltam médicos.Vejam o exemplo de nosso estado,ES.Se pagassem salários dignos, o piso mínimo da FENAM,além de oferecerem condições mínimas de trabalho,os profissionais apareceriam,deslocando-se da capital, que se encontra saturada,para esses municípios.Mas,enquanto pagarem vencimentos miseráveis,a situação não vai melhorar.O Governo acha que contratar médicos estrangeiros vai ser a solução.Ledo engano.Os profissionais estrangeiros já demonstraram sua incompetência ao se submeterem aos exames de revalidação de diploma, com baixíssima aprovação,uma vez que desconhecem os problemas de saúde da população brasileira.Por outro lado, o Governo lançou o chamado PROVAB,oferecendo um bônus (mais !0% de pontos) para aqueles recém-formados, que concorrem a uma residência médica, além de uma bolsa de R$8.000,00.Com essa estratégia, o Governo oferece uma mão de obra barata,porém,desqualificada,composta por médicos estagiários,inexperientes.Não é isso que a população quer.Os prefeitos,livres desse ônus, já estão até excluindo as vagas para médicos do PSF nos editais de seus concursos.A população desses municípios precisa tomar conhecimento do que pode acontecer, ao colocarem a sua saúde nas mãos de profissionais inexperientes,médicos estagiários,pois, o barato poderá sair bem mais caro, tudo isso por conta do Governo que se nega a criar a Carreira de Estado para todos os médicos dos serviços públicos,pagando salários justos e dignos.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h39
[] [envie esta mensagem] []




PROVAB

O Governo, através do PROVAB(Programa de Valorização da Atenção Básica), pretende conseguir uma mão de obra barata,pouco qualificada, oferecendo ao recém-formado um bônus, uns "sobejos", desde que ele vá para uma unidade de saúde periférica, para conseguir, assim, mais pontos ao concorrer à uma residência médica qualquer.Se o Governo pretendesse,realmente, promulgar a interiorização dos médicos, bastaria criar a Carreira de Estado para os médicos dos serviços públicos,pagando salários dignos.Os recém-formados ainda não perceberam que estão sendo usados a troco de um "bônus", de um pagamento vil,indigno, que, cada vez mais, vai refletir, futuramente, na desvalorização dos serviços desses médicos e da classe, de um modo geral.Desta forma, brevemente, chegaremos ao fundo do poço, com a ajuda dos próprios médicos, que se sujeitam a se inscreverem no PROVAB,que representa uma estratégia inteligentemente elaborada pelo Governo para conseguir mais médicos a troco de uma "migalha",dispendendo menos recursos.Desta forma, o Governo tenta sepultar a idéia da criação da Carreira de Estado para os médicos dos serviços públicos, como uma forma de interiorização desses profissionais.Usando estagiários,recém-formados, o Governo se livra de todos os encargos sociais e custos,advindos da admissão de médicos concursados.
Infelizmente, até mesmo, algumas entidades, representativas da classe médica,através de seus diretores e/ou presidentes,estão dando apôio ao programa,sem consultar a opinião dos seus associados,que, em sua maioria,pensam de forma contrária.
Com a palavra os CRMs,o Sindicatos e a Associações Médicas.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h38
[] [envie esta mensagem] []




PROVAB

O Governo, através do PROVAB(Programa de Valorização da Atenção Básica), pretende conseguir uma mão de obra barata,pouco qualificada, oferecendo ao recém-formado um bônus, uns "sobejos", desde que ele vá para uma unidade de saúde periférica, para conseguir, assim, mais pontos ao concorrer à uma residência médica qualquer.Se o Governo pretendesse,realmente, promulgar a interiorização dos médicos, bastaria criar a Carreira de Estado para os médicos dos serviços públicos,pagando salários dignos.Os recém-formados ainda não perceberam que estão sendo usados a troco de um "bônus", de um pagamento vil,indigno, que, cada vez mais, vai refletir, futuramente, na desvalorização dos serviços desses médicos e da classe, de um modo geral.Desta forma, brevemente, chegaremos ao fundo do poço, com a ajuda dos próprios médicos, que se sujeitam a se inscreverem no PROVAB,que representa uma estratégia inteligentemente elaborada pelo Governo para conseguir mais médicos a troco de uma "migalha",dispendendo menos recursos.Desta forma, o Governo tenta sepultar a idéia da criação da Carreira de Estado para os médicos dos serviços públicos, como uma forma de interiorização desses profissionais.Usando estagiários,recém-formados, o Governo se livra de todos os encargos sociais e custos,advindos da admissão de médicos concursados.
Infelizmente, até mesmo, algumas entidades, representativas da classe médica,através de seus diretores e/ou presidentes,estão dando apôio ao programa,sem consultar a opinião dos seus associados,que, em sua maioria,pensam de forma contrária.
Com a palavra os CRMs,o Sindicatos e a Associações Médicas.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h38
[] [envie esta mensagem] []




PEDIATRAS

                  O Brasil possui quase 400 mil médicos em atividade, com  70% deles localizados nas regiões sul e sudeste.
                  No ES atuam 7.780 médicos, sendo 35% generalistas(clinico geral) e 65% especialistas.Desses especialistas, 11% sã.o pediatras, representando a especialidade com o maior número de médicos.Entretanto, acredita-se que, com a desvalorização dos pediatras, há uma tendência à redução progressiva desses especialistas ao longo dos anos. 
                  No ES existem cerca de 745 pediatras em atividade, sendo que na capital,Vitória, atuam 382,ou seja, mais de 50%.A OMS estabelece como ideal a existência de 1 médico/ 1000 habitantes,contudo, em nossa capital a proporção é de 11/1000!!!      
                 Percebe-se que o mercado na capital está saturado,em virtude, principalmente, da proliferação desordenada de Faculdades de Medici -
na no ES,criadas,unicamente, com objetivos econômicos, com anuência do Governo Federal.


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h37
[] [envie esta mensagem] []




MÉDICOS ESTRANGEIROS

No Brasil existem cerca de 197 Faculdades de Medicina, ficando em segundo lugar no mundo, logo depois da India, que possui 272.A cada ano formam-se 13.000 estudantes de medicina e o país possui 371.000 médicos, o equivalente a 2 médicos por 1000 habitantes,portanto, acima do que preconiza a OMS, que estabelece como ideal 1 médico para 1000.Desse total, 70% se localizam nas regiões Sul e Sudeste, onde existem,respectivamente, 1/615 e 1/455 médicos por habitantes, enquanto no Norte há 1 médico para 1345 habitantes e no Nordeste há 1médico/1063 habitantes.
Constata-se que ocorre uma má distribuição dos médicos e não se justificam a criação indiscriminada de mais Faculdades de Medicina e, muito menos , a importação de médicos estrangeiros para trabalharem em nosso país.
Se o Governo pretendende a interiorização dos médicos, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste, basta redistribuí-los através da implantação de uma Carreira de Estado para os Médicos Servidores Públicos, nos moldes do que já existe no Judiciário, para promotores e juízes, pagando um salário digno, com base no valor mínimo inicial estabelecido pela FENAM.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h36
[] [envie esta mensagem] []




MÉDICOS

                  O Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de escolas médicas, com um total de 197,atrás apenas da Ìndia.
                  Em nosso país, todos os anos se formam cerca de 17 mil novos médicos, resultando numa crescente reserva de profissionais.
                  Vê-se que a alegada falta de médicos não procede, o que ocorre, na realidade, é a má distribuição desses profissionais no território nacional.
                  A única solução permanente, para a interiorização da medicina, seria a criação de uma carreira de Estado para médicos do SUS, contudo, os obstáculos são inúmeros e não há vontade política.
                  O Governo vê, equivocadamente, como solução imediata a facilitação da entrada de médicos estrangeiros, que desconhecem a realidade brasilei-
ra, em nosso mercado de trabalho.Para isso propõe a revalidação automática de diplomas médicos,obtidos no exterior, sem quaisquer critérios.
                  Os resultados das revalidações iniciais comprovaram, matemáticamente, que 90%, em média, desses profissinois, não estão aptos para atende-
rem, diagnosticarem e prescreverem!!!



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h35
[] [envie esta mensagem] []




ENSINO MÉDICO

A OMS preconiza como ideal 1 médico para 1000 habitantes,assim no Brasil a proporção é adequada com 1 : 673 .
O que ocorre no país é a má distribuição dos profissionais e, também, dos cursos médicos que tendem a se concentrarem nas regiões sudeste, 1:478, e sul, 1:705.
Vê-se que a multiplicação indiscriminada de escolas médicas, sem qualquer contrôle do MEC, é absurda e prejudicial , gerando um ensino desqualificado.
Não é admissível que o Governo autorize, sem levantamento das necessidades regionais, a abertura de noval faculdades de medicina, como se fossem feiras, apenas para atender interesses políticos.
Não há uma política voltada para o ensino superior e, em especial, para o curso médico, daí por que a taxa de crescimento desses profissionais já representar o dôbro do necessário.
Há regiões que ainda comportam um aumento no número de médicos, como a Norte e Nordeste, mas, por ignorância ou descaso, o governo se omite.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h35
[] [envie esta mensagem] []




MEDICOS

Os médicos, de um modo geral, cuidam mal de sua própria saúde e, quando se tornam pacientes causam dificuldades para serem tratados, aplicando-se-lhe, adequadamente, o ditado que diz:"casa de ferreiro, espeto de pau".
Diversos fatores influenciam nesse comportamento, a começar na faculdade, onde passam a se julgar imunes às doenças, pelo simples fato de estudarem medicina.
Após formados, pela falta de tempo, descuidam-se com a saúde e à vista de qualquer problema procuram solucioná-los através de consultas informais com outros colegas.
Pelo fato de não serem leigos, quando resolvem procurar um especialista já chegam, geralmente, com um diagnóstico pronto, o que dificulta enormemente o relacinamento doente-médico.
Em recente pesquisa na Faculdade de Medicina da USP, constatou-se que, na condição de pacientes, os médicos não aceitam prescrições que recomendem mudança de hábitos, constantemente se automedicam e são execessivamente desconfiados em relação ao tratamento a que estão sendo submetidos.
Aqueles que são internados não confiam nas condutas da equipe médica e o número de mortes, nas primeiras 48 horas de internação, é cinco vezes maior do que o verificado entre outros profissionais.
Tudo leva a crer que os médicos são vítimas da própria profissão.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h34
[] [envie esta mensagem] []




GRAVIDEZ

Segundo critérios da OMS, o índice ideal de óbito por gravidez ou parto é de 1:3000 casos, mas, no Brasil este índice chega a 1:130!!!

Uma vergonha nacional, verdadeiro absurdo, pois, sabe-se que 98% dessas mortes poderiam ser evitadas, bastando para isso ,apenas, vontade política e um baixo investimento em recursos materiais e humanos.
Se o governo oferecesse um mínimo de condições de acesso para um bom pré-natal e uma boa assistência pós-parto, este índice,certamente, poderia ser reduzido em 30 a 40%.
Hoje, através do SUS,realiza-se apenas uma consulta por parto, ao passo que o mínimo aceitável deveria ser de seis consultas.
Não se vislumbram quaisquer providências por parte do governo, quer federal quer estadual ou municipal.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h33
[] [envie esta mensagem] []




PRONTO-SOCORRO

O setor de pronto-socorro de qualquer hospital, destinado aos atendimentos de urgência/emergência, face à importância que representa, deveria ser ocupado pelos profissionais mais competentes e experientes.Entretanto, na prática, costuma ocorrer justamente o oposto, ou seja, os novatos e recém-formados é que se sujeitam a este tipo de serviço, quase sempre sem os recursos mínimos, material e humano, necessários a uma atividade vital, isto porque a baixa remuneração e as condições precárias de trabalho não atraem os profissionais mais experientes, de maior vivência clínica.
Esta situação tende a se perpetuar, a não ser que os governos federal,estadual e municipal, adotem uma política de saúde adequada, remunerando dignamente, à altura de suas responsabilidades, os médicos e demais profissionais do setor.
Enquanto isso não acontece, continuamos a presenciar os prontos-socorros abarrotados de pacientes, como se fossem postos de saúde ou ambulatórios, desvirtuando-se a finalidade para a qual foram criados.


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h33
[] [envie esta mensagem] []




URBANIZAÇÃO MEDICA

A urbanização médica há muito é fato consumado, com mais de 60% dos profissionais se radicando nas capitais.
A culpa pela concentração nos grandes centros não cabe só ao governo,pela falta de políticas de recursos humanos, mas também à forma de administração dos recursos diagnósticos de alta tecnologia, levando os estudantes de medicina a uma escolha precoce da especialização.
Cabe ao governo implantar programas de incentivo à interiorização, e às faculdades enfatizarem a necessidade e a importância dos médicos generalistas.
Tudo isso permanecerá utópico, enquanto o Governo não mudar as seguintes medidas:a)-política de desvalorização dos profissionais da saúde e do ensino; b )-permitir o sucateamento dos hospitais públicos; c)-congelar os salários dos médicos e funcionalismo público; d)-não aprovar o piso salarial nacional dos médicos ;e)-permitir o aviltamento do valor da consulta do SUS; f)-sustentar bancos,reduzindo recursos para as áreas sociais; g)-consentir na degradação humana, por falta de vagas, às portas e corredores dos prontos-socorros; h)-deixar o caos se institucionalizar na saúde.


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h32
[] [envie esta mensagem] []




MÉDICOS E POLITICOS

A classe médica, de um modo geral, vem se decepcionando com o apôio dado a colegas que se candidataram a cargos públicos e que, logo após terem sido eleitos, se esquecem das promessas de campanha e dos compromissos assumidos junto ao seus pares, confirmando a máxima, sobejamente conhecida:" o eleito esquece que é médico depois do pleito."
Constata-se, historicamente, que o médico eleito não considera como primordiais a questão da saúde e a defesa dos interesses da classe nos seus projetos e realizações, enquanto atua na Câmara, no Congresso e no Executivo.
As suas ações se voltam, principalmente, para a proteção dos interesses de grupos ou setores que financiaram as suas campanhas.
No Congresso, o corporativismo setorial se detecta na formação de bancadas de ruralistas, de defensores de planos de saúde,etc...Contudo, no que diz respeito diretamente aos interesses dos médicos, do serviço público ou privado, não se vê qualquer ação unificada em retribuião aos votos recebidos dos colegas.
Atualmente, as entidades médicas vêm tentando, há algum tempo, a aprovação de um projeto-de-lei que institua o piso salarial nacional do médico em torno de R$9.800,00, mas, as dificuldades têm sido enormes, pois não se vê vontade política nem mesmo dos parlamentares que se intitulam médicos.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h31
[] [envie esta mensagem] []




MEDICO DE SERVIÇO PÚBLICO

Ser médico, funcionário público, em alguns países se constitui em motivo de orgulho, pois é um profissional valorizado e respeitado.
Em termos salariais, por exemplo, um clínico geral( general pratictician) de um serviço público na Inglaterra, ganha cerca de R$5.800,00 e na Alemanha, de R$6.000,00 a R$10.000,00(dependendo da especialização), ao passo que, no Brasil, um médico do serviço público federal, com 30 ou mais anos de atividade, ganha, um salário base no valor de R$3.383,00!!!
Nesses países, o próprio serviço público patrocina a atualização do profissional, quer através de livros e revistas quer custeando seu comparecimento aos congressos.
Lá, para ascender profissionalmente, obedece-se, rigorosamente, a uma hierarquia, valorizando-se e promovendo-se os mais competentes, os mais experientes e os que têm mais anos de estudo e especialização.Aqui, o que mais vale é a indicação política, o apadrinhamento e o QI(de Quem Indica).
No Brasil, atualmente, os funcionários públicos,em especial da área da saúde, passaram a ter vergonha de declinar sua categoria funcional e o nome de seu empregador, tudo porque o governo insiste em não reconhecer a sua importância e faz até questão de desvalorizá-los, menosprezá-los, rebaixá-los, inferiorizá-los face à opinião pública.Isto só não acontece com os funcionários do Senado, que recebem altos salários para exercerem funções mais simples(motoristas,ascensorista,etc...).
Contudo, ainda sonham com uma mudança de mentalidade e de comportamento do governo, e com a implantação concreta de uma política de valorização dos profissionais da área de saúde, implementando um Plano de Cargos Carreira e Salários, fixando um teto mínimo de salário profissional médico de R$9.800,00.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h30
[] [envie esta mensagem] []




 
 

COQUELUCHE

                   A coqueluche é uma doença infectocontagiosa, causada por uma bactéria, transmissível pela fala,tosse ou espirros,conhecida,antigamen-
te, por "tosse comprida", em virtude de sua longa duração.
                  A doença se caracteriza por acessos de tosse demorados, guinchos,sufocação,levando à cianose(rouxidão), apnéia(falta de ar) e vômitos.
                  A transmissibilidade se dá desde o 5º dia,após o contato com o doente, até 3 semanas após o início dos acessos de tosse.Em menores de 6 meses, a transmissibilidade pode se estender por mais tempo, até 4 a 6 semanas, e a doença costuma ser mais grave, exigindo hospitalização.
                  A coqueluche pode ser tratada com antibiótico e prevenida através da vacinação.Na suas fases iniciais , um exame de sangue(hemograma) pode apresentar alterações  características e bastante significativas,que auxiliam no diagnósitico.
                  Neste ano, a SESA confirmou 51 casos da doença e a ocorrência de 4(quatro) óbitos, nos municípios de Cariacica,Linhares e Mimoso do Sul.em crianças não vacinadas, entre 1 a 3 meses de idade.Em Cachoeiro de Itapemirim já foram registrados 21 casos.
                  Em comparação ao ano passado, houve um aumento bastante elevado de casos de coqueluche, registrando-se, de janeiro a novembro,no ES,cerca de 359 casos.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h30
[] [envie esta mensagem] []




PLANOS DE SAÚDE

                  Os médicos de todas as especialidades,em especial os pediatras, vêm há muito tempo reivindicando um pagamento justo das consultas pelas OPS(Operadoras de Saúde),que  reajustam as mensalidades dos planos de saúde,mas não repassam, proporcionalmente, o valor ao preço da consulta.
                  Esta situação crônica vem se perpetuando,ao longo dos anos,por culpa dos próprios profissionais, que se sujeitam a receber valores vis,mas não tomam, por falta de coragem,desunião,etc...qualquer providência concreta e definitiva.
                  Até parece que os médicos é que dependem dos credenciamentos das OPS para sobreviverem e não o inverso! 
                  Imaginem se ocorresse um pedido universal de descredenciamento, junto a todas as operadoras de saúde, pelos médicos, em todos os Estados e em todas as especialidades:como sobreviveriam as OPS(operadoras de saúde)?
                  Será que, isto acontecendo, as OPS conseguiriam contratar profissionais, pagando o salário justo, fixado pelo CFM(Conselho Federal de Medicina) ou,finalmente, atenderiam ao que os médicos reivindicam?
                  Será que apareceriam médicos para trabalharem para as OPS a trôco de um salário vergonhoso?É possível que sim!
                  Já não se pode mais protelar.Há OPS enriquecendo às custas do trabalho dos médicos.Vejam o exemplo da AMIL,
que está sendo vendida aos americanos por um valor astronômico.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h28
[] [envie esta mensagem] []




COTAS

                  Neste instante, em que se discutem as cotas raciais para o vestibular, a UFES resolveu reservar 25% das vagas para os negros, atendendo à uma determinação do MEC.
                  Não concordamos  com essa medida, uma vez que a cor da pele jamais deveria ser critério para reseva de vagas. É discriminatório,injusto e ilegal, já que todos os cidadãos deveriam ser iguais,tratados sem quaisquer distinções, perante à Constituição.
                  Dever-se-ia,unicamente, levar em conta a capacidade intelectual do candidato ou, no máximo, as condições sociais do aluno,independentemente da cor da pele.
                  Estamos vendo,orgulhosamente, como exemplo, um negro, filho de um pedreiro, o ministro Joaquim Barbosa, que, certamente, não precisou se utilizar de cotas raciais ou de qualquer  privilégio para alcançar o cargo que ocupa.Apenas, sua capacidade intelectual e seus conhecimentos levaram-no a ocupar um lugar de destaque no STF, do qual, com méritos, deverá ser o futuro presidente.
                 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h27
[] [envie esta mensagem] []




POLÍTICOS

                   As condenações de políticos corruptos, que o STF tem determinado, se constituem num claro recado aos eleitores, que, brevemente, irão às urnas para escolherem os seus representante na Câmara Municipal.
                   Já se disse que cada povo tem o governo que merece,portanto, cabe aos cidadãos tomarem consciência de tudo o que vem acontecendo no meio político, para separarem o jôio do trigo,nestas e nas futuras eleições.
                   O STF está mostrando que lugar de políticos, que se utilizam do dinheiro público para a corrupção, é na cadeia.Contudo, para isso, é necessário que  o povo raciocine, entenda o recado que está sendo dado, e escolha os candidatos honestos e capacitados e não se  prostitua "vendendo" o seu voto.



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h26
[] [envie esta mensagem] []




PERIGO

            Muitos pais têm o péssimo hábito de deixarem seus filhos dentro do carro, enquanto vão fazer alguma atividade rápida.

            Esta conduta é extremamente perigosa, sobretudo para as crianças de baixa idade.

          Segundo estudos realizados, num automóvel fechado, exposto ao sol, com uma temperatura ambiente de 34ºC, a elevação térmica atinge 51,6ºC em 20 minutos e 60ºC em 40 minutos.

           Num ambiente tão quente, é fácil imaginar os malefícios causados a uma criança, pois, sabe-se que a uma temperatura crítica máxima, que é de 42ºC, inicia-se a morte celular e alterações dos processos fisiológicos, determinando comprometimento do sistema nervoso central,alterações cardiovasculares, renais, etc.

           Mesmo que seja por alguns minutos, aconselha-se aos pais que nunca deixem suas crianças trancadas dentro de um veículo exposto ao sol.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h25
[] [envie esta mensagem] []




CESAREANAS

                  No atual modelo brasileiro de assistência médica materna e neonatal vigoram a excessiva medicalização e a falta de humanização.
                  A assistência humanizada ao parto constitui uma exceção, assim como o parto natural, pois, sabe-se que, na rede privada, 82% dos partos são cirúrgicos, o mais alto índice do mundo, e na pública, 37%.A OMS preconiza que o índice de cesareana deveria ficar em torno de 15%!!!
                 De cada 100.000 partos,no Brasil,65 mulheres morrem em decorrência de problemas na gestação ou parto,ainda que  88% dos partos sejam realizados por médicos, em ambiente hospitalar.
                 Há uma tendência de se intervir, exageradamente, no processo fisiológico do parto, mesmo sabendo-se que a cesareana eletiva multiplica em sete vezes o risco de morte materna, podendo, também, ocasionar prematuridade iatrogênica.
                 Há de se fazer uma mudança no modelo atual, a partir da formação dos profissionais nas universidades.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h24
[] [envie esta mensagem] []




ESQUISTOSSOMOSE

  Após mais de 30 anos de pesquisas, realizadas pelos cientistas brasileiros, a vacina contra a esquistossomose foi desenvolvida e patenteada,inteiramente, em nosso país.
                   Acredita-se que,dentro de quatro anos,a vacina estará disponível para a população e deverá ser incluída no calendário vacinal infantil.
                   No Brasil, cerca de 2.5 milhões de pessoas são afetadas por essa doença, que se encontra presente em 18 estados, predominantemente na região Nordeste e em Minas Gerais.
                   Finalmente, através da vacinação, abrir-se-á a possibilidade da erradicação da esquistossomose.
                   A competência científica brasileira merece ser aplaudida e parabenizada pelo sucesso alcançado.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h23
[] [envie esta mensagem] []




SALÁRIOS

                   Em nosso país, existem coisas verdadeiramente absurdas e inacreditáveis, no que diz respeito aos salários dos servidores públicos, que, sá agora, estão chegando ao conhecimento dos cidadãos(Lei da Transparência).
                   Vejam vocês que, enquanto um servidor público, com nível superior, do Ministério da Saúde,
recebe,apenas, o vencimento básico de R$3.383,00(três mil trezentos e oitenta e três reais), um funcionário do protocolo do Senado, com ensino fundamental incompleto, chega a ganhar R$27.000,00(vinte e setemil reais)(ATribuna,p.47,13/7)!!!Uma verdadeira farra com o dinheiro público, com o que pagamos de impostos...
                   Depois dessa, o Governo Federal, através de uma MP, que não vingou, tentou reduzir em 50% o salário dos médicos,servidores federais!!!
                   Quando,afinal, esses descalabros salariais serão corrigidos e moralizados nos serviços públicos federais,onde servidores, com as mesmas funções, ganham diferentemente, dependendo do órgão em que  estão atuando?É preciso que haja isonomia salarial,pois todos são servidores públicos.Esse tratamento desigual é,no mínimo, injusto. 
                    Entra governo, sai governo e tudo permanece na mesmice?Há ou não razão para tantas greves nas Universidades Federais?
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h20
[] [envie esta mensagem] []




TEMPO DE CONSULTA

                   Assim como um Juiz não pode ter um tempo fixado para terminar o julgamento de um processo,pois cada caso é um caso, o médico,também, não pode ser obrigado a estabelecer um tempo mínimo ou máximo para consultar um paciente.
                  O Governador costuma vetar todas as leis inconstitucionais, então, por que sancionou esta, que proibe o médico de atrasar consulta em mais de uma hora?
                  Os deputados estaduais não podem agir demagogicamente, criando leis que limitem a atividade privada do médico, em seu consultório particular.Antes, deveriam atuar legislando em benefício da população carente,que se utiliza dos serviços públicos, dos hospitais, onde os pacientes ficam nas macas, nos corredores, aguardando vagas para internação.Muitos acabam morrendo, por não conseguirem uma vaga em UTI.Os serviços de emergência se encontram superlotados,pois há carência de pessoal e de infraestrutura, os aparelhos são sucateados e os profissionais mal remunerados,correndo o risco,diariamente, de serem agredidos fisica e moralmente.
                   Essa medida é inconstitucional, portanto, seus efeitos não poderão prosperar, sob o ponto de vista legal.Esperamos que as entidades,representativas da classe médica, se manifestem contra essa lei excrescente!!!
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h19
[] [envie esta mensagem] []




TESTE DO CORAÇÃOZINHO

                  A exemplo de outros testes de triagem neonatal, para detectar, precocemente, as mais diversas patologias, já se recomenda, também, a realização do TESTE DO CORAÇÃOZINHO, que poderá ser feito através de um simples aparelho, denominado oxímetro de pulso, que mede a oxigenação dos bebês .
                  Naqueles neonatos.com mais de 24 horas de vida, a oxigenação deverá ser igual ou maior que 95%, nas mãos e nos pés.
                  Concomitantemente com a ausculta cardíaca, o Teste do Coraçãozinho poderá indicar a existência de cardiopatias congênitas.
                  Sugerimos que o Estado ou o Município tomem a iniciativa de propor a obrigatoriedade deste teste em todas as maternidades.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h18
[] [envie esta mensagem] []




CALCULO RENAL

                 Ao contrário do que a maioria da população pensa, o cálculo renal pode ocorrer em qualquer faixa etária, até mesmo no neonato, entretanto, na infância envolve apenas 2 a 3% dos casos de cálculos em geral, predominando nos meninos de raça branca.
                 A composição do cálculo renal  na infância é variável:oxalato e fosfato de calcio,ácido úrico,cistina, etc.Os sintomas mais comuns na criança são: dor abdominal e hematúria(sangue na urina).
                 Nos dias atuais, a realização de cirurgia aberta para remoção de cálculos urinários em criança tem pouca indicação.     Quanto menor a idade do paciente infantil, maiores costumam ser os cálculos e são mais frequentes nos rins do que nos uretéres.  Os cálculos maiores que 5mm raramente são eliminados espontaneamente.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h17
[] [envie esta mensagem] []




HEPATITE C

                  A hapatite C é uma doença viral, infectocontagiosa, transmitida, principalmente, pelo sangue ou, menos frequentemente,pela via sexual e de mãe para filho(na gravidez).
                  A doença é silenciosa, com sintomas inespecíficos e com um impacto na saúde pública maior do que o da AIDS.
                  Segundo a OMS, cerca de 3% da população mundial está infectada pelo virus da hepatite C.No Brasil, a maior parte dessas infecções ocorreu antes de 1993, quando o teste para detecção do anti-HVC se tornou obrigatório nos bancos de sangue.
                  Cerca de 54.4% do total de pacientes ,infectados pelo virus C, se encontra na faixa dos 40 a 59 anos  de idade.
                  A doença pode evoluir por 10 a 30 anos , sem que os pacientes apresentem sintomas.Dos pacientes, com infecção crônica,20% evoluem para um quadro grave de fibrose e cirrose hepática e 1 a 2% desenvolvem cãncer.
                  A extensão dos danos do fígado pode ser apontada por uma biópsia, exame que, pelo SUS, pode ter uma demora de até 1 ano e meio.Um absurdo.E um ex-presidente já teve a coragem de dizer que gostaria de ser atendido pelo SUS, caso ficasse doente!!!
                  Nâo existe vacina para a hepatite C, entretanto, pode-se obter a cura de até 75% dos casos, com os novos medicamentos,apesar de dispendiosos e com muitos efeitos adversos.
                  A exemplo da AIDS, há necessidade de uma grande mobilização social em torno da hepatite C e o Governo necessita implementar a integração destas duas doenças, a fim de obter um mudança no quadro atual.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h16
[] [envie esta mensagem] []




DOR

                 Com frequência, pessoas que se submetem a um esforço físico podem se queixar de uma dor aguda, em pontada, embaixo das costelas, que é exacerbada pela respiração ou pelos movimentos.
                 Acredita-se que a dor do lado esquerdo se deva à distensão da cápsula esplênica(baço) e a do lado direito à capsula de Gllisson(fígado).Entretanto, alguns atribuem ao espasmo do músculo diafragmático (entre a cavidade toráxica e o abdòmen) a origem da dor.Esse espasmo ocorreria por respiração inadequada ou alta concentração de lactato sanguíneo, por mau condicionamento físico.
                 A dor desviada costuma receber diversos nomes, alguns deles curiosos, tais como: dor de veado,dor de lado, dor de burro, dor de facão,dor de atleta.
                 Para alivio dessa dor, recomenda-se repouso, redução do esforço físico, fazer inspirações profundas e melhorar a postura.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h14
[] [envie esta mensagem] []




 
 

DENGUR NA CRIANÇA

DENGUE NA CRIANÇA

O diagnóstico da dengue em criança se torna mais difícil do que no adulto, uma vez que pode ser assintomática ou se apresentar como uma síndrome febril viral clássica.
Entretanto, se há uma história epidemiológica positiva, a presença de apatia,choro constante,irritabilidade, sonolência,recusa alimentar e de liquidos, manifestações gastrointestinais e ausência de sintomas respiratórios,tudo leva a pensar em DENGUE,que pode ser precocemente diagnosticada, nas primeiras 72 horas, através do Teste de NS1, cuja especificidade gira em torno de 80 a 100%, mas não afasta a doença se for negativo.
Na criança, diferentemente do adulto, o agravamento tende a ser súbito, com sinais de alarme mais dificilmente detectados.
Se a febre persistir por mais de 7 dias, deve-se pensar em outra patologia.As manifestações de sangramento e plaquetas baixas podem surgir tanto na dengue clássica como na dengue hemorrágica e representam sinais de alarme.
Mesmo na ausência de sangramentos ou com a prova do laço negativa o quadro pode evoluir para o choque,cujo diagnóstico pode ser antecipado pelo aumento do hematócrito, pela presença de hipoalbuminemia e/ou derrames cavitários.
A diarréia,que pode estar presente em 48% dos casos, é pouco volumosa,com freqüência de 3 a 4 vezes ao dia.
Em 50% das vezes pode ocorrer exantema(manchas na pele),em geral, após a febre com ou sem prurido(coceira),maculopapular,acometendo,inclusive,as regiões palmar e plantar.
A dor abdominal é freqüente na presença de ascite e choque, constituindo-se em importante sinal de alarme,na fase de remissão, por volta do 3º ao 6º dia da doença.
Em 50% dos casos ocorre aumento de pequena monta das enzimas hepáticas e a insuficiência renal é pouco comum, mas de mau prognóstico.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h13
[] [envie esta mensagem] []




 
 

LEITE DE VACA

Em épocas passadas, o leite de vaca desempenhou importante papel na alimentação da d criança pequena.
Atualmente, após intensas pesquisas em nutrição infantil, ficou comprovado que, em sua forma integral, não deve ser utilizado no primeiro ano de vida, em virtude de uma série de fatores: altas taxas de proteínas e minerais(sobrecarregam os rins), digestibilidade difícil, taxas altas... de gordura saturada, predisposição à alergia alimentar, teor de ferro, indução à anemia(produz micro-hemorragias gastrointestinais), baixo conteúdo de vitaminas C,D e E, etc...
Essas informações são desconhecidas pela maioria,por isso,devem ser divulgadas, ressaltando-se que o leite ideal é o materno, que deve ser exclusivo até o sexto mês.
Para lactentes impossibilitados de ser amamentados, é recomendável a utilização de fórmulas infantis, que atendem a todas as necessidades nutricionais dessa faixa etária.

 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h12
[] [envie esta mensagem] []




PLANOS DE SAÚDE

                   Muitos cidadãos, que possuem planos de saúde, desconhecem os seus direitos, simplesmente, por não tomarem conhecimento de algumas resoluções estabelecidas pelo CONSELHO NACIONAL DE SAUDE SUPLEMENTAR da ANS(Agência Nacional de Saúde).
                  A título de exemplo, vamos citar a importante Resolução CONSU 8, DE 3/11/98, da ANS, que dispõe sobre mecanismos de regulação nos Planos e Seguros Privados de Assistência à Saúde.Em seu ítem VI, Art. 2º, ficou estabelecido que "os planos de saúde não podem negar autorização para realização do procedimento exclusivamente em razão de o profissional solicitante não pertencer à rede própria ou credenciada da operadora", sob pena de sofrer uma pesada multa, por cada procedimento negado.
                  Creio que, até mesmo, alguns médicos, não pertencentes às operadoras de saúde, não utilizam tal prerrogativa, por desconhecerem esta informação fundamental.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h10
[] [envie esta mensagem] []




LIBERDADE DE EXPRESSÃO

                      A liberdade de expressão é o suporte vital de qualquer democracia.Muitas vezes podemos não concordar com o que é expresso na mídia, entretanto, desde que a honra e a dignidade, de quem quer que seja, não fique comprometida, ou não se incite a violência, a obscenidade ou o ódio racial e étnico, não se pode tolir as opiniões e a livre manifestação de pensamento dos cidadãos.
                  "A proteção da liberdade de expressão é um direito negativo, exigindo que o Governo se abstenha de limitar a expressão,contrariamente à ação direta necessária para os chamados direitos afirmativos".
                   O Estado, ao tentar tornar ilegal, criminalizando as trocas de mensagens entre os internautas nas redes sociais, não estaria,s.m.j., aplicando a censura e cerceando a liberdade de expressão dos cidadãos?Onde ficam os direitos estabelecidos na CF,art. 5º.ítens IV e IX e no art. 220,parágrafo 2º e no art. 1º, da Lei 5250/67?
                  Gostaria que advogados ,juristas e órgãos da imprensa se manifestassem sobre o assunto.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 14h09
[] [envie esta mensagem] []




PALMADAS

Pais que espancam filhos, com o intuito de educar ou impor autoridade, representam a exceção, pois fogem dos parâmetros do bom senso e da normalidade e incluem-se no rol dos casos criminosos e patológicos, que, aí sim, exigem a intervenção da Lei, com punição e/ou tratamento médico dos responsáveis.
Contudo, entendemos que, em casos excepcionais e extremos, em situações de iminente pe
rigo, a que, muitas vezes, uma criança pode se expor, apesar das reiteradas advertências dos pais, umas palmadas se constituem, em alguns momentos, na única medida educativa eficaz.
Cremos que o Governo tem muitos outros problemas mais sérios com que se preocupar e que são de sua alçada e não deveria, desta forma, se meter a ensinar aos pais a maneira mais acertada de educar os filhos dentro do lar.
Certamente, os delinquentes e marginais de hoje são aqueles que,quando crianças, não tiveram limites impostos pelos pais e foram atendidos em todos os seus caprichos e vontades e não aqueles que, na ocasião apropriada,levaram algumas palmadas
 
 


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h07
[] [envie esta mensagem] []




MEDICOS

A REDE GLOBO...

... atingiu seu fim, na sua incansável incitação ao ódio contra a classe médica em seus telejornais: obteve que todas as pessoas se tornassem inimigas dos médicos. Conseguiu que todos os médicos, exceto o Drauzio Varella, fossem odiados. Não existe imparcialidade no jornalismo da Rede Globo e, como boa adestradora das massas que sempre foi, plantou na população uma fúria contra os profissionais de saúde como jamais imaginei que fosse acontecer. Tornamo-nos os algozes. Parabéns, Rede Globo. Tanto conseguem implantar nas pessoas jargões horrorosos como “ninguém merece” e “não é brinquedo não”, como também conseguem manipular a ótica da frágil população emergente brasileira. Em outras duas emissoras de TV (Record e Band), quando se leva ao ar uma reportagem criticando atitudes de médicos, sempre é oferecido ao público telespectador outras características do sistema de saúde, e que contribuem para o atendimento ruim, como salários, controle de gastos das operadoras, glosas, impedimentos contratuais, demoras em autorizações para realização de procedimentos, condições indignas de trabalho, insalubridade, excesso de atendimento, bem como indisponibilidade/inviabilidade ou “engarrafamento” de serviços de diagnóstico e procedimentos cirúrgicos. Uma característica que nunca é mencionada, infelizmente (pois há fome deste tipo de audiência), é a péssima educação de nossa população, a incivilidade, o desapreço aos serviços oferecidos, bem como o contágio viciado da malfeitoria que domina o país há cerca de seis décadas. 

Os pacientes hoje em dia chegam ao consultório com o diagnóstico nas mãos, obtido por eles através do Google e das redes sociais, cabendo ao médico não mais diagnosticar e tratar, mas provar que está certo mediante tecnologia ou contra-prova na própria internet (?). O paciente deliberou discutir de igual para igual a Medicina inteira, questionar qualquer decisão ou ato médico, baseando-se em desconfianças e temores de malfeitorias / displicências por parte do médico, e na certeza de que, daquele tipo de profissional que a TV tanto maldiz, muito provavelmente advirá um malefício, e não o alívio ou a cura. É uma espécie de expectativa pessimista e furiosa, inversa à toda confiança tradicional que é depositada nos médicos.

Não é raro o médico ser tratado com desafio, deboche, descrença, aviltamento, comparações ofensivas (com opiniões leigas de conhecidos ou com as de profissionais de outras áreas não-relacionadas à saúde – como a seara dos embelezamentos fúteis). Não é raro o médico ser acusado dos efeitos colaterais de uma medicação (!) como se fosse um ato doloso do médico, proposital, intencional, ao prescrever determinado remédio. Não é raro o paciente ameaçar o médico, seja com moção de processos judiciais vazios, enquadramento em infrações a estatutos de idosos ou até ameaça contra a vida.

As novas classes emergentes, podendo (que bom!) incluir em seus orçamentos “planos de saúde”, estão levando para a clínica privada o comportamento hostil que têm nas calçadas e dependências no SUS. Este sintoma é gravíssimo numa sociedade, refletindo a deficiência crônica de investimento em educação moral e cívica (não apenas a educação básica do conhecimento geral). Reflete também a influência da criminalidade (de penetração até nas esferas políticas de alguns nichos da federação) no comportamento das pessoas em suas atitudes mais banais do dia a dia, seja facilmente não correspondendo a um cumprimento, seja na má-vontade, ou em agressividade gratuita, pura e simples, até desejo de vingança e extermínio . O médico está exposto também a uma massa de pessoas que tem, no seu modo basal de ser, a inimizade, o afrontamento ameaçador, a hostilidade, a intolerância e a imprevisibilidade de manifestação de suas emoções e instintos, sem qualquer freio e patrocinada por pequenos códigos de favorecimento (os tais estatutos). Estas características configuraram uma sociedade seriamente enferma, praticamente encostada nos umbrais da paranóia. 

Hoje no consultório aconteceu uma cena impressionante:
Uma mulher rompeu um escândalo porque a consulta estava atrasada havia dez minutos. O berreiro, além de tornar a recepção um lugar impossível de permanecer, demorou cerca de vinte minutos, os quais ela utilizou em excelência para ofender todos os colaboradores e a mim. Xingou o consultório de pocilga e me xingou da totalidade de impublicáveis que se possa imaginar; para depois ir embora, orgulhosa do estrago que causou.

Trabalhar em consultório particular está se tornando tão insuportável quanto é trabalhar na Rede Pública de Saúde. O médico chega ao trabalho temeroso de que algo ruim possa lhe acontecer, sente medo dos comportamentos, e sabe que passará o dia, muitas vezes, ouvindo desaforos, configurando-se o paradoxo do ganha-pão. Não são raros médicos que estão apresentando crises de ansiedade generalizada e usando calmantes para conseguir chegar ao final do expediente ou mesmo para ter capacidade emocional de iniciá-lo. 

Dia desses um paciente que muito prezo e com quem tenho um delicioso relacionamento, fez-me a seguinte pergunta: “doutor, por que os médicos estão a cada dia mais distantes, menos envolvidos com o paciente, tão puramente técnicos?” Eu lhe respondi somente o que poderia dizer: “É que os médicos não agüentam mais ser maltratados. Isto ultrapassou qualquer limite.”

O que nos resta? Não sei. À Nação se lhe resta o dever de re-educar. Mas quanto tempo demora re-educar? Cinquenta, sessenta anos? É este o tempo mínimo necessário para que uma atividade educadora dê frutos. Destruir uma reputação se faz com um noticiamento, com um maldizer. E reconstruir? Quanto tempo? Praticamente três, quatro gerações são necessárias para enraizar um padrão comportamental. Parece que não é para meus dias.

Obs-texto de Dr. Bruno de Faria(autorizado)


 Escrito por Pedro Carrancho às 14h07
[] [envie esta mensagem] []




 
 

O PEDIATRA

O PEDIATRA(*)

Logo após receber o seu diploma e título, para estruturar a sua identidade profissional, o pediatra busca, como valores fudamentais, a competência e a eficiência.
Entretanto, o aprendizado da pediatria não consiste somente em assimilar os conhecimentos adquiridos nos tratados clássicos ou nos conceitos emitidos pelos professores nas salas de aula e, também não, em saber somente intrerpretar os sinais e sintomas de um paciente e avaliar os achados nos exames radiológicos e/ou laboratoriais.O aprendizado da pediatria transcende tudo isso!
No processo de formação pediátrica, tem-se que aprender a desenvolver a intuição, além da escuta com o estetoscópio.Torna-se indispensável aprender a decodificar as mensagens não-verbais e simbólicas, representadas por cada gesto ou lágrima de cada participante do binômio mãe-filho.
Daí, deduz-se que para ser um bom pediatra não basta destacar-se como aquele que dispõe de maior cabedal científico e de conhecimentos teóricos.É necessário se impor como pessoa , pelo que se é e não pelo que se sabe.
Torna-se imperativo que se evite a contaminação da relação pediatra-mãe-paciente pelos conflitos pessoais ou familiares e problemas não resolvidos da própria infância.
Esses ensinamentos,contudo, não são transmitidos nos bancos da faculdade e nem nos compêndios de medicina.Essas lições somente a experiência e a vivência do dia-a-dia lhe ensinam.
Ao iniciar sua carreira profissional, o pediatra, em decorrência de sua inexperiência, sente-se tolhido nas suas ações por falta de flexibilidade e jogo-de-cintura. As dúvidas e os questionamentos surgem a todo momento e ele se sente,então, angustiado por perceber que terá que aprender com os próprios erros e que, desta forma, poderá alcançar o amadurecimento do saber da especialidade.
Somente ao longo dos anos é que a prática, aliada aos conhecimentos teóricos e estudos constantes, vai se sedimentando e o sentimento de competência profissional começa a despontar.
A difícil arte do exercício da pediatria é aprendida gradualmente,através do reconhecimento dos diferentes comportamentos da criança e de seus familiares e do modo adequado de se comunicar com o paciente,de se emitir opiniões, de se transmitir orientações ou de se informar um diagnóstico.
No início da atividade profissional, a falta de segurança no campo clínico das patologias infantis, faz com que o pediatra se sinta perdido e sua fragilidade , seu medo e insegurança, direta ou indiretamente, acabam sendo repassados aos pais e à criança.
O sucesso dos colegas mais velhos, mais experientes, podem despertar ciúmes, inveja, competição,rivalidade e hostilidade, pois, põe em evidência suas fraquezas, limitações e a incapacidade de não saber,ainda, o que fazer para e com o paciente.
À medida que o pediatra passa a adquirir experiência, ampliando seus conhecimentos e capacidade crítica, sua autoconfiança se manifesta e se revigora.
A partir daí, se não se deixar tomar pela onipotência e narcisismo, ou não supor,precocemente, ser o dono da verdade e de ter todas as respostas finais, certamente, tornar-se-á mais objetivo e humano no exercício da sua especialidade, a PEDIATRIA!!! 
-----------------------------------------------------------------------

(*)-Medico Pediatra,especialista pela SBP.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h03
[] [envie esta mensagem] []




 
 

ALIMENTAÇÃO

                   Diz-se que "o homem é aquilo que come", entretanto, à luz dos estudos recentes, seria mais apropriado dizer que " o homem será aquilo que a criança consumir durante os primeiros meses de desenvolvimento", pois as doenças futuras do adulto têm uma relação direta com o  manejo nutricional do lactente, que "programará" o surgimento de patologias, tais como: obesidade, doenças ósseas, hipertensão arterial, aterosclerose,etc.
                  Evidências científicas demonstram que a obesidade, por exemplo, se relaciona com a utilização de alimentos com excesso de proteina em idades precoces, daí a importância preventiva do uso exclusivo do leite materno até o sexto mês de vida.
                  As práticas alimentares saudáveis, no primeiro ano de vida, poderão reduzir em cerca de 30% a prevalência de doenças crõnicas na população adulta brasileira!!!
                  Em décadas passadas, as mães, rotineiramente, usavam o leite de vaca integral na alimentação da criança no primeiro ano de vida.Atualmente,entretanto, está prática está totalmente contra-indicada, em virtude dos inúmeros riscos que poderá acarretar à saúde: aumenta em 50%, quando usado precocemente antes dos 4 meses de vida, o surgimento de diabete melitus tipo 1, ocasiona obesidade, provoca alergia alimentar, anemia,etc.
                   A exclusividade do leite materno acaba, porém, após os 6 meses de idade, quando, necessariamente, serão introduzidos os alimentos complementares, para que as exigências nutricionais do lactente sejam inteiramente atendidas, no que diz respeito à energia, proteina, ferro, zinco e algumas vitaminas lipossolúveis(A e D).
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h02
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CONSULTA PEDIÁTRICA

                  A consulta pediátrica,diferentemente da do adulto, se reveste de características sui generis, pois exige uma interação triádica: médico-pais-criança.
                  Em anos passados, a criança era tratada como um mero circunstante passivo, contudo, atualmente, há uma tendência a se permitir uma participação mais ativa do paciente pediátrico na consulta, uma vez que sua exclusão, de partes importantes da interação médica, faz com que ela perca a oportunidade de desenvolver, gradualmente, um sentido de responsabilidade com o cuidado da própria saúde.Obviamente, isso se dará de acordo com a capacidade de entendimento da criança.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 14h00
[] [envie esta mensagem] []




 
 

ENXAQUECA

                    Diante de uma criança que se apresenta com dor de cabeça persistente,crônica, com duração de cerca de 2 ou mais meses, o pediatra deve pensar na possibilidade de ser enxaqueca.
                    A enxaqueca, juntamente com a dor de cabeça do tipo tensional, se constitui numa das formas mais conhecidas de cefaléia crônica na criança, prevalecendo entre 4 a 10% dos casos, com leve predomínio do sexo feminino, enquanto que a prevalência na população, em geral, é de 15%.
                    Na criança, a enxaqueca tende a se manifestar a partir dos 4 a 5 anos de idade, podendo sofrer remissão espontânea,
redução dos episódios de dor ou modificação na apresentação clínica habitual, em 30 a40% daquelas cujo quadro clínico se inicie antes dos 10 anos.
                    A enxaqueca característica se manifesta como uma dor de cabeça pulsátil ou latejante, unilateral, fronto-temporal, acompanhada de náuseas ou vômitos, fotofobia ou fonofobia(a luz e o barulho incomodam o paciente).
                    Na criança, entretanto, a dor de cabeça da enxaqueca pode se manifestar como um peso ou pressão, não latejante,
bilateral,apenas frontal, dificultando o diagnóstico,que, na maioria das vezes, dispensa exames complementares, desde que o pediatra se utilize de uma avaliação criteriosa da história familiar, dos antecedentes pessoais e afaste qualquer anormalidade neuroló-
gica ao exame físico.
                    É importante saber que certas dores abdominais recorrentes,vômitos cíclicos e episódios de vertigem podem ser equivalentes enxaquecosos.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h59
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CÓLICAS

                    São frequentes as queixas de cólicas, com chôro persistente, nos lactentes ,até os 3 meses de idade,  nos consultórios pediátricos, quer particulares quer nos do SUS.
                    Os pais se estressam e ficam ansiosos, mesmo quando informados que este tipo de cólica é transitório e benigno.
                    A prevalência de cólica nos lactentes varia de10 a 30% em todo o mundo; são mais frequentes naqueles nascidos de parto cesáreo e nas crianças desmamadas.
                    Costuma surgir na segunda semana de vida, agravando-se entre a quarta e sexta semana, tendendo ao desaparecimento até o terceiro mes de idade.
                    Ainda não se sabe o que origina a cólica do lactente, que, nos demais aspectos, se apresenta saudável ao exame físico.
                    Numerosas propostas de tratamento já foram apresentadas nas últimas décadas, mas nemhuma demonstrou eficácia terapêutica,cientificamente comprovada.
                    Entretanto, há estudos recentes (Albert Einstein College of Medicine-N.Y.) de.monstrando que este sintoma, com o uso de dimeticona isolada hipoalergênica, melhora ou regride em 75% dos casos após o primeiro dia de tratamento e em 86%  após sete dias de tratamento.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h58
[] [envie esta mensagem] []




 
 

FEBRE

                  A febre se constitui numa das queixas mais frequentes das mães que levam seus filhos ao pediatra.Apesar de causar angústia e preocupação aos pais, na maioria das vezes, felizmente, é resultado de doenças infantis de bom prognóstico, principalmente viróticas.
                 Os pais precisam saber que a febre exerce um papel de defesa orgânica, atuando contra a multiplicação de microorganismos e associando-se à diminuição da morbidade por doenças infecciosas.
                  Por isso, surgem controvérsias quanto ao uso indiscriminado de antitérmicos em todo paciente febril, uma vez que, além de mascararem a evolução de um caso grave, podem determinar efeitos adversos ou intoxicação medicamentosa por uso inadequado.
                  Teoricamente, a vigilância cuidadosa e o acompanhamento constante seriam a conduta mais lógica e acertada e não a receita precipitada de um medicamento sintomático.Entretanto, na prática, sabemos que isso não acontece.
                   Muitas vezes, com simples cuidados gerais, sem utilização de drogas, conseguimos abaixar a febre: uso de roupas leves, permanência em ambiente ventilado,oferecimento de líquidos com frequência, banhos de imersão e compressas mornas,etc.
                   Quando se usa um antitérmico, pretende-se, apenas, aliviar o desconforto causado por uma febre alta e não eliminá-la totalmente.
                   Frequentemente, frente à pressão psicológica, exercida pelos pais, o médico fica tentado a prescrever diversos antitérmicos, para uso alternado, caso a febre não abaixe.Esta prática é cientificamente condenável, sobretudo quando se "misturam" antiinflamatórios não-hormonais(paracetamol+dipirona e/ou ibuprofeno,etc...),pelo risco de uma hipotermia.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h57
[] [envie esta mensagem] []




PALAVRAS SÁBIAS

                 Quem ,quando criança, não ouviu de seus avós que " nadar de barriga cheia é perigoso"?Nós, porém, nunca levávamos em consideração essas palavras, porque  pareciam não ter cabimento ou nenhuma lógica científica.
                 Hoje,entretanto, sabe-se que existem quadros alérgicos, anafiláticos, associados ao exercício, que podem ocorrer duas a quatro horas depois da ingestão de determinados alimentos, os quais durante o repouso não provocam nenhum tipo de sintoma.
                 Conclui-se,então, que, quando nossos avós nos derem algum conselho ou fizerem alguma advertência, será bom levarmos sempre em consideração, mesmo que, naquele momento, suas palavras nos pareçam desprovidas de sentido.
 


 Escrito por Pedro Carrancho às 13h57
[] [envie esta mensagem] []




O PARTO

                    Diz-se que "o nascimento de uma criança é um momento mágico e único" e pode ser "melhor ainda quanto menor for a interferência externa".
                   Antes do século XVIII, imperava o parto vertical, em que a mulher de pé, de cócoras, exercia total domínio da situação,ao passo que, nos dias atuais, em que a parturiente fica deitada,parto horizontal, o médico assume o contrôle, numa situação menos fisiologicamente favorável.
                   O parto medicalizado, em que se usam práticas invasivas, bem como as cesareanas, tendem a ser substituidos por partos mais humanizados, em que a parturiente  tem direito a acompanhamento nos hospitais do SUS (Lei 11.708/2005) e a ficar com o bebê ao seu lado, logo após o nascimento(alojamento conjunto).
                    O ser hulmano é o único mamífero que separa o filho da mãe após o parto.É lastimável e incompreensível!
 


 Escrito por Pedro Carrancho às 13h56
[] [envie esta mensagem] []




DENGUE

                  Estima-se que 2/5 da população mundial esteja exposta ao risco de contrair a DENGUE, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti..
                 O contrôle desta doença só será viável mediante a descoberta de uma vacina que proteja contra os quatro sorotipos de virus, uma vez que a imunidade, após a infecção natural, apesar de ser duradora, é específica para cada tipo de virus e fornece proteção cruzada apenas por curto prazo.
                  Na Tailândia e nos EUA já existem vacinas de virus atenuado, em estágio avançado de desenvolvimento, que se mostraram eficazes contra os quatro sorotipos de virus da DENGUE.
                  O processo de obtenção de uma vacina, eficaz e segura, é longo e difícil, exigindo uma grande dose de paciência.Entretanto, o futuro é promissor no que diz respeito à vacina contra a DENGUE.


 Escrito por Pedro Carrancho às 13h55
[] [envie esta mensagem] []




FALTA DE PEDIATRAS

FALTA DE PEDIATRAS...

Falta de pediatras agrava precariedade do serviço público de saúd
 
O panorama traçado abaixo ocorre em todo o BRASIL!!!
 
Assim, em nosso Estado do Espírito Santo, a situação não é diferente.
 

 É cada vez mais grave a carência de pediatras no serviço público de saúde da Bahia, e até mesmo em alguns hospitais particulares. O motivo é o “a remuneração vil que essa especialidade recebe, além das péssimas condições de trabalho no setor público”, conforme declarou há pouco ao site da Tribuna o médico Francisco Magalhães, vice-presidente do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia – Sindimed.

Magalhães informou, inclusive, que minutos antes de nos dar esta entrevista havia recebido telefonema de um colega, cirurgião, da cidade de Coaraci, queixando-se ao sindicato de estar sendo pressionado pela diretora do hospital público da rede estadual para atender na pediatria.

“Ele está temeroso e pediu ao Sindimed, inclusive, para entrar em contato com o Ministério Público do Estado da Bahia, pois sua especialidade é cirurgia e a pediatria exige uma formação bastante específicadevido às singularidades do atendimento”, afirmou o vice-presidente do sindicato.

GANHAM MAL 

A particularidade do atendimento pediátrico reside no fato de que a criança, pelo menos até uma certa idade, é naturalmente incapaz de descrever os sintomas (às vezes ainda nem sabe falar), o que obriga o médico a ser até mesmo intuitivo e, para tanto, ele tem que ter uma formação bastante específica, além de experiência no trato com crianças.

O vice-presidente do Sindimed confirma que o número de pediatras “tem diminuído sensivelmente, principalmente no serviço público”. Magalhães destaca ainda o fato de a própria formação de pediatras estar se reduzindo cada vez mais. “Um exemplo disso são as residências médicas em pediatria, que não têm mais o total de suas vagas preenchidas”, argumenta.

Francisco Magalhães explica que a formação básica em medicina engloba as especialidades de pediatria clínica, obstetrícia e cirurgia. “No entanto – destaca –, clínicos e pediatras não têm muita valorização, porque não geram procedimentos (exames etc.), ou seja, ocorre apenas a consulta e, hoje, o plano de saúde que melhor paga remunera cada consulta com apenas R$ 38.”

Além da “remuneração vil”, Francisco Magalhães aponta outro fator para o número perigosamente reduzido de pediatras no serviço público de saúde: “As condições de trabalho são as piores possíveis.”

NO PAÍS

Justiça se faça, o problema não exclusivo da Bahia. No Espírito Santo, por exemplo, a escassez de pediatras no serviço público e mesmo em alguns hospitais privados gerou protesto na semana passada, e, em reportagem na TV, uma mulher mostrava o filho de cinco anos que aguardava atendimento há dois dias, embora apresentasse graves sintomas de doenças de pele, além de febre.

Em Teresina (PI), os vereadores Décio Solano (PT) e R. Silva (PP), da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal, entregaram ao presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Firmino Filho, relatório de visitas feitas aos hospitais municipais da capital piauiense, onde encontraram falta de pediatras e de clínicos gerais.

NO EXTERIOR

Nem mesmo é “privilégio” do Brasil, embora a situação aqui seja considerada bem mais grave, notadamente no Nordeste, onde as crianças adoecem muito mais por falta de saneamento básico e de outros cuidados: o site centroportimao.com, de Portugal, por exemplo, aponta que o país tem 1.400 pediatras, e, segundo a Sociedade Portuguesa de Pediatria, são necessários pelo menos mais 1400. É que cada especialista tem a seu cargo perto de 1.700 mil crianças.
TribunadaBahia


 Escrito por Pedro Carrancho às 13h54
[] [envie esta mensagem] []




BAIXA REMUNERAÇÃO,FALTA DE PEDIATRAS

BAIXA REMUNERAÇÃO...FALTA DE PEDIATRAS

Organização Mundial de Saúde estabelece 20 profissionais para cada 100 mil habitantes; Londrina, que precisaria de 70 na rede pública, tem 57 vagas, mas só 43 estão preenchidas “Misericórdia. Só por Deus. Fiquei sete meses para conseguir uma consulta com pediatra para minha filha.” Na fila de espera do Centro Municipal de Saúde, zona sul, Patrícia Neves Ramos, 26 anos, está angustiada com a dificuldade para conseguir atendimento médico. No posto de saúde do Jardim União da Vitória, zona sul, Márcia Leopoldo da Silva, 23 anos, mãe de quatro crianças, vive a mesma situação. “Nas horas de emergência, quando a gente mais precisa, não tem pediatra aqui e encaminham a gente para o Hospital da Zona Sul.” No posto de saúde do Jardim Marabá, zona leste, é Adriana Camilo, 28 anos, mãe de dois filhos que denuncia: “Nunca tem pediatra. Uma semana a gente consegue atendimento, depois fica dois meses sem.” A coordenadora desse posto de saúde, Irene Jorge Machado, afirma que hoje a unidade tem um pediatra para uma demanda que, às vezes, chega a 520 pessoas em um só dia. “Já teve manhã que atendemos 450 pessoas.” Segundo ela, é muito difícil conseguir pediatra para trabalhar no posto de saúde. “Hoje precisaríamos de mais um plantonista clínico geral, para treinarmos para atender criança”, afirma. A falta de pediatras na rede pública de saúde é um problema antigo, ainda sem solução. O diretor de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, Pedro Sperandio, afirma que hoje há 57 vagas para pediatras na rede pública de Saúde (são 61 unidades) e só 43 estão preenchidas. “Temos dificuldade em conseguir pediatras. No ano passado foram necessários três concursos públicos para preencher cinco vagas”, afirma o diretor. “Vamos abrir concurso para preencher essas 14 vagas, precisamos ver se haverá procura.” Segundo ele, ainda não há previsão da data exata de realização do concurso público, que prevê contratação também de médicos de outras especialidades e de técnicos. “Já foi aprovado pelo prefeito [Barbosa Neto] e agora está tramitando na Secretaria de Gestão Pública.” Além das 14 vagas não preenchidas, Sperandio afirma que há estudo para ampliação de mais 10 vagas para pediatras plantonistas, para atender a demanda atual. “São muitas as solicitações que chegam das unidades básicas de saúde.” Segundo o diretor do departamento de pediatria da Associação Médica de Londrina (AML), Milton Macedo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece como referência 20 pediatras para cada 100 mil habitantes. Londrina tem 350 mil habitantes atendidos pela rede básica, de acordo com dados da secretaria Municipal de Saúde, o que exigiria 70 pediatras na rede. Pediatras estão migrando para outras áreas, diz médico O pediatra Milton Macedo, que também é presidente do departamento científico de defesa profissional da Sociedade Brasileira de Pediatria, afirma estar havendo um “aviltamento dessa especialidade provocado pelo baixo salário”. Na rede pública, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a remuneração por 20 horas de trabalho é de R$ 2.600,00 para qualquer especialidade. Embora nas unidades básicas o número de pediatras esteja abaixo do que recomenda a OMS, Macedo lembra que, se for considerado o número de profissionais em todo o Município, a situação se inverte. Especificamente com 500 mil habitantes, diz ele, Londrina deveria ter 100 pediatras e tem 130. “Estamos com 30% a mais do determinado pela OMS, mas nos próximos anos vamos enfrentar problemas, pois há um esvaziamento [na especialidade]”, afirma. Macedo explica que a situação do pediatra é a mais grave. “As outras especialidades têm outros procedimentos que agregam valor. Um cardiologista solicita eletro, faz teste de esforço. O neurologista também solicita outros exames. O pediatra tem só a consulta”, afirma. O resultado, segundo Macedo, são pediatras migrando para outras áreas, outros com excesso de carga horária ou ainda o desinteresse pela especialidade. “Muitos pediatras estão se tornando gestores, auditores de contas de plano de saúde. Eles estão migrando para a área administrativa”, afirma. Secretário minimiza problema O secretário municipal de Saúde, Agajan Der Bedrossian, não reconhece a dificuldade de conseguir médicos pediatras para a rede pública. “Não vou antecipar o problema. Temos um concurso público sendo preparado. Não dá para saber se não haverá procura suficiente para preencher as 14 vagas.” No entanto, a falta de médicos interessados na especialidade já é percebida também nos cursos de residência médica, onde sobram vagas. No Hospital Universitário (HU), segundo uma médica que não quis ser identificada, foram necessários dois concursos para preencher as oito vagas em pediatria. Alguns têm jornadas de até 60 horas Os pediatras que se mantêm na área estão trabalhando em vários lugares para garantir maior remuneração. “Tem pediatra com 60 horas semanais, que trabalha em vários lugares”, afirma Milton Macedo. A outra situação é a encontrada nas faculdades de medicina. “Sobram vagas na residência para pediatria”. Para o diretor do departamento de pediatria da AML é preciso maior valorização desse profissional para evitar uma situação ainda mais grave. “No Brasil todo o quadro só não é pior porque o coeficiente de natalidade caiu de 2,5 há cinco anos para 1,8.” A situação também é verificada na rede privada. “A Agência Nacional de Saúde autoriza reajuste anual para as operadoras de planos de saúde, que há cinco anos não repassam para os médicos’, afirma Macedo. “Nos hospitais, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) o pediatras não têm 13º salário, férias. É um aviltamento muito grande.”
Aqui no Espirito Santo e, especialmente em Vitória, a situação não é diferente, pois, recentemente, o Hospital Santa Rita de Cássia anunciou o fechamento do Pronto Socorro Pediátrico,pela falta de médicos especialistas.
 


 Escrito por Pedro Carrancho às 13h53
[] [envie esta mensagem] []




PEDIATRAS

                Tempos atrás, noticiou-se que o Hospital Infantil de Vila Velha estava se recusando a atender as crianças por falta de pediatras e a assessoria do hospital informou que isso "se devia a uma carência no quadro geral da saúde no Brasil".É uma realidade que, em breve, se tornará rotineira,nos serviços públicos, se nossos governantes não adotarem providências urgentes.
                Há 10 anos, de todos os médicos existentes no país, 13,5% eram pediatras e na década de 80 cerca de 25% dos estudantes de medicina optaram por esta especialidade; atualmente, entretanto, somente 7% fazem esta escolha, por uma série de fatores..
                Em que pese os pediatras serem considerados essenciais aos sitemas de saúde, nos serviços públicos, equivocada e absurdamente, ao invés de integrá-los às equipes do PSF(Programa de Saúde da Família), estão tentando substituí-los por médicos generalistas, recém-formados, atraídos por melhores salários, que se julgam aptos a atenderem desde o recém-nascido até as gestantes e idosos! Um absurdo! Um retrocesso!
                No setor privado(convênios,credenciamentos,cooperativas,etc...) o valor da consulta é aviltante, o retorno financeiro é mínimo e cerca de 30% dos atendimentos pediátricos, nos consultórios, são reconsultas não-remuneradas.Já no SUS, o valor da consulta é menor do que aquêle pago a um flanelinha para lavar o seu carro!!!
                A pediatria perdeu, há muito, seu caráter liberal e, hoje, os honorários profissionais são definidos por empresas intermediárias de serviços médicos.
                A dignidade da especialidade precisa ser resgatada, com o pagamento de uma remuneração adequada,justa, na proporção  de sua importância para os serviços de saúde, caso contrário se tornará uma especialidade em extinção, substituída por médicos do PSF, que ganham quatro vezes mais, para realizarem a mesma tarefa,sem, no entanto, ter a mesma qualidade, competência e resolutividade das dos pediatras.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h51
[] [envie esta mensagem] []




BANCO DE LEITE

                 No Brasil já foram instalados cerca de 200 Bancos de Leite Humano,que, apesar de só atenderem 60% das necessidades nutricionais do país, permitiram beneficiar,em 2009, 151 mil recém-nascidos, reduzindo, substancialmente, a mortalidade infantil.
                 Em que pese os indicadores do aleitamento materno terem melhorado, os índices ideais estão longe de serem alcançados, uma vez que a taxa de amamentação na primeira hora é de apenas 67,7% em nosso país.
                 Já com relação à produção do leite materno, Brasília, brevemente, será a primeira cidade do mundo a alcançar a autossuficiência em leite humano!!!
                 A construção de uma tecnologia de baixo custo,alta resolutividade e facilidade de execução da atividade, nos  bancos de leite,serviu de exemplo aos demais paises da América Latina,por recomendação da OMS(2001).Nesse aspecto, o Brasil está de parabéns.



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h49
[] [envie esta mensagem] []




CELULARES

                 Pesquisas realizadas constataram que as crianças brasileiras são as que mais utilizam celulares.
                Isto é preocupante, pois,sabe-se que a radiação eletromagnética,de baixa frequência,
emitida pelo celular, é, parcialmente, absorvida pela cabeça do usuário, provocando efeito térmico e, possíveis, efeitos biológicos, ainda controversos e desconhecidos, mas que, pelo uso intenso e a longo prazo, poderiam, inclusive, causar algum tipo de tumor cerebral ou de glândulas salivares,
principalmente em criança, cuja espessura craniana é cerca de quatro vezes menor do que a do adulto.
                Países como a França e Inglaterra desestimulam o uso de celulares pelas crianças, justamente em virtude dos  possíveis riscos, acima mencionados.
                Diante de tantas dúvidas, o princípio da precaução se torna imperativo.Por isso, é recomendável usar o celular pelo menor tempo possível e, apenas, quando for imprescindível.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h48
[] [envie esta mensagem] []




 
 

DENTIÇÃO

                  É comum os pais atraibuirem, ao nascimento  dos primeiros dentes, algumas manifestações locais e sistêmicas, apresentadas pela criança pequena.
                  Em 2007,em trabalho realizado no RS, constatou-se que, entre os médicos pediatras, 76% acreditavam que o processo de erupção dentária poderia estar associado com: ansiedade, irritabilidade,sucção de dedos ou objetos,etc.
                  Em nossa prática diária, costumamos observar, com relativa frequência, o aumento da salivação (sialorréia),relacionada com a dentição.
                  Já com respeito à febre e à diarréia, as controvérsias são ainda maiores, pois sua relação com a erupção dentária é pouco provável.
                  Acredita-se que a febre ocorra apenas por uma instabilidade fisiológica da criança,sem relação direta com a dentição e a diarréia, por outro lado, se deveria às infecções ou distúrbios alimentares, comuns nessa faixa etária, coincidindo com a presença dos primeiros dentes.
                  De qualquer forma, não se vê necessidade para a prescrição de qualquer medicamento, mesmo face à insistência dos pais ou avós.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h45
[] [envie esta mensagem] []




                 Nos consultórios particulares, qualquer paciente, que se sinta mal atendido, poderá optar por trocar de médico, assim sendo,achamos um absurdo e, até mesmo, inconstitucional, a intervenção do judiciário no sentido de querer limitar em 15 minutos o tempo máximo de consulta do paciente, pois, esta é uma prerrogativa somente do médico, não podendo o profissional sofrer qualquer tipo  de ingerência indevida ou ser tolhido na sua atividade e relacionamento com o doente.Tal idéia,insensata, não caberia nem mesmo nos serviços públicos quanto mais numa atividade privada.Urge que as entidades representativas da classe médica acionem,em tempo, os seus departamentos jurídicos, no sentido de impedir, pela via legal, que tal procedimento prospere.
                 Cremos que seria mais produtivo e justo que se arranjassem soluções para agilizar o andamento dos processos judiciais, que ficam aguardando dezenas de anos para serem solucionados.O que diria o judiciário se os cidadãos tentassem determinar o tempo máximo para o julgamento de qualquer réu ou para a conclusão das contendas jurídicas, que se estendem ao longo do tempo, sem qualquer sentença definitiva?E quanto às audiências que são desmarcadas ou transferidas, sem que quaisquer satisfações sejam dadas aos cidadãos?Seria sensata ou plausível a aplicação de multas nesses casos?Achamos inconcebível.
                 Cremos que aos médicos não cabe opinarem ou tentarem interferir em questões jurídicas, pois fogem à sua alçada,mas a recíproca também é totalmente verdadeira.Condutas radicais ou extrapolamentos não levam a lugar nenhum.
                 Aliás, ultimamente, a judicialização da medicina tem provocado irreversível desgaste e deterioração nos interrelacionanamentos médicos-pacientes-hospitais, a tal ponto que muitos médicos já pensam em desistirem da profissão!!!

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h44
[] [envie esta mensagem] []




MOTOCICLISTAS

                    Segundo os especialistas em trânsito, nas grandes cidades do mundo, os motociclistas andam na fila, onde estão os carros, mas não é o que acontece, habitualmente, no Brasil.

                     Os motociclistas usam e abusam, transitando  em zigue-zague , entre os veículos, sem qualquer responsabilidade, já que não sofrem nenhuma punição, aproveitando-se de uma legislação que dá margem a interpretações equivocadas e diversas.

                  O art. 56 do CTB, que foi vetado, estabelecia, na redação original do texto legal: “ é proibida ao condutor de motocicletas, motonetas e ciclomotores a passagem entre veículos de filas adjacentes ou entre a calçada e veículos adjacentes a ela.” O veto justificava que “ao proibir o condutor  de motocicletas e motonetas a passagem entre veículos de filas adjacentes, o dispositivo restringe sobremaneira a utilização deste tipo de veículo(...)”, desconsiderando os riscos de acidentes advindos dessa atitude.

O CTB em seu art. 211 estabelece: “ ultrapassar veículos em fila, parados em razão de sinal luminoso, cancela , bloqueio viário parcial ou qualquer outro obstáculo, com exceção dos veículos não motorizados:Infração-GRAVE.Penalidade:Multa”.

                      Em face das controvérsias, a justiça tem considerado que; “não constitui infração de trânsito se a motocicleta ou motoneta transita entre veículos parados em fila ou entre estes e a calçada”.Contudo, “ se os veículos estiverem em movimento, esta passagem constitui inobservância dos preceitos estabelecidos no parágrafo 1º, art. 29, do CTB”, sujeitando o infrator à pena prevista no art. 169, que proibe “dirigir(...)sem os cuidados indispensáveis à segurança”.

                     Além disso, segundo muitos juristas, esses motociclistas estariam, também, desrespeitando, ao circularem entre os veículos, os art. 169, 192 e 199 do CTB.

                Por estes e outros motivos, tais como a constatação,pela Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, de que 52% de vítimas motociclistas ocorreram devido a circulação entre os carros, o município pretende multar essas motos.Um exemplo que deveria ser seguido pela PMV.

            Os motoristas estão cansados de verem seus veículos abalroados por essas motos, arranhando a pintura, quebrando espelhos laterais e amassando a lataria. E,quando não conseguem fugir,devido alguma queda,  tentam pleitear ressarcimento de danos na justiça, apesar das irregularidades que cometem.

 

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h42
[] [envie esta mensagem] []




FARMÁCIAS

                    A partir dos anos 80 ocorreu uma expansão vertiginosa de farmácias pelo país e, paralelamente,  se deu,também, o desvio da finalidade destes estabelecimentos, cuja função social básica é sanitária.
                   Atualmente, existem cerca de 70 mil farmácias no Brasil, que, a partir de 18/2/2010, deverão atender às normatizações  da Resolução RDC-44/09, da ANVISA, que fixou as Boas Práticas Farmacêuticas.
                   A Lei 5.991/73, define e estabelece a diferenciação entre farmácia e drogaria.Esta seria "um estabelecimento de dispensação(distribuição) e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos em suas embalagens originais" e aquela seria "um estabelecimento de manipulação de fórmulas magistrais e oficinais, de comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos."
                   Nos últimos anos, surgiram as "farmácias-mercearias", onde se encontra de tudo e o consumidor pega o que quiser, independentemente dos riscos potenciais de danos à saúde de qualquer medicamento. O essencial, entretanto, não existe, ou seja, a presença de um farmacêutico de plantão para atendimento e esclarecimento aos usuários.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h37
[] [envie esta mensagem] []




ATESTADO MÉDICO

                Quase que diariamente, o profissional médico, quer nos serviços públicos quer nos consultóriios particulares, é assediado, não só por pacientes mas, o que é pior, também por parentes e amigos, à procura de um atestado médico, na maioria das vezes, com o objetivo de resolver, simplesmente, problemas pessoais ou administrativos, tais como falta ao trabalho, às aulas ou dispensa de educação física.
                Tudo isso seria natural e legal se não lhe fosse pedido um atestado que "não corresponde à prática do ato que o justifique", ou seja, um atestado falso.
                As pessoas leigas, em sua maioria, não entendem por que o médico se nega a dar este tipo de atestado pois desconhecem totalmente os aspectos ético-penais envolvidos na emissão deste documento e, até mesmo, alguns médicos  desconsideram esta infração, prevista no Código de Ética Médica, porque a eles não  se aplicam, habitualmente, os rigores da lei.
                É possível que, em face disso, o atestado falso se constitua a regra e o verdadeiro a exceção, o que é, no mínimo, uma atitude moralmente condenável, que deveria pesar na consciência do profissional.
                Solicitar ao médico que emita um atestado falso é o mesmo que lhe pedir que cometa um ato criminoso, deixando-o inteiramente constrangido e pondo em cheque a sua honorabilidade.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h36
[] [envie esta mensagem] []




SAÚDE

                O governo , vira e mexe, tenta impingir à população brasileira  novos impostos para a saúde, alegando a necessidade de mais recursos;entretanto, um alto investimento não é garantia de qualidade de acesso para os cidadãos, pois, basta ver o exemplo dos Estados Unidos,que aplica 16% do PIB no setor e gasta US$7.290,00 por
habitante,mas,mesmo assim, seus indicadores de saúde são inferiores aos de diversos paises
da América Latina e da Europa e cerca de 45 milhões de americanos ficam sem assistência médica, exlcluidos dos sistemas público e privado!!!
                A recente reforma do sistema de saúde, implantada, a duras penas, pelo presidente Obama, em contraste com o SUS brasileiro, ainda fortalece a iniciativa privada e a lógica do mercado, minimizando a presença do Estado e enaltecendo o papel das seguradoras.
                Mesmo com as mudanças na política de saúde americana, estima-se que 15 milhões de pessoas ainda continuarão sem acesso a qualquer serviço de saúde.Nesse aspecto estamos bastante à frente dos americanos.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h35
[] [envie esta mensagem] []




 
 

MAUS TRATOS

               Crianças menores de 1 ano de idade, que são sacudidas,violentamente, pelos pais, podem ser acometidas  de TCE(Traumatismo Cranioencefálico), caracterizando a Síndrome do "Bebê Sacudido".
               As sacudidas, bruscas e intensas, podem promover sangramentos dentro do crânio, infartos cerebrais e hemorragias dentro dos olhos(retinas), levando o lactente a um estado de coma, de mau prognóstico, com 50% de óbitos e graves sequelas neurológicas, nos pacientes que sobrevivem.
               Dependendo, entretanto, da intensidade das sacudidelas e do grau das lesões resultantes, a suspeição ou o diagnóstico se tornam extremamente difíceis para o pediatra, uma vez que outras doenças podem ser simuladas: um quadro infeccioso viral, um distúrbio alimentar( falta de apetite,vômitos,etc.) ou, até mesmo, pasmem, uma cólica abdominal!!!
               Se forem encontradas hemorragias dentro dos olhos(nas retinas) de um lactente, que se apresenta excessivamente irritável, com convulsões ou muito sonolento, a suspeita de maus-tratos com TCE deve ser levantada,obrigando-se o pediatra a solicitar um Rx do esqueleto, TC ou RM do crânio.
               Fiquem,portanto, atentos os pais de bebês cuidados por babás, que não se mostrem confiáveis.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h34
[] [envie esta mensagem] []




 
 

MÉDICOS

               Atualmente, estão se tornando cada vez mais frequentes notícias na mídia de médicos agredidos por pacientes ou familiares, em virtude da demora ou dificuldade de atendimento, sobretudo nos serviços de urgência/emergência , quer públicos quer particulares.

                 Entretanto, a população não pode ignorar que não cabe aos médicos a responsabilidade pela demanda excessiva de pacientes,  pela falta de leitos hospitalares e de medicamentos, pela dificuldade da realização de exames,pelos desmandos e má administração dos gestores, pelas mazelas e caos de um sistema de saúde sucateado e falido, onde uma consulta pelo SUS custa em torno de míseros R$7,00!!!

                 Os médicos são,também, vítimas do sistema, contra o qual, em vão, estão tentando lutar...

            Trabalhando em condições precárias,inadequadas e estressantes, recebendo salários vis, não é de se estranhar que, segundo pesquisas realizadas, grande parte dos médicos sofre de depressão, disfunções sexuais, alta incidência de infartos, dependência por álcool,drogas e medicamentos,etc.

 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h33
[] [envie esta mensagem] []




 
 

PACIENTE TERMINAL

                Frequentemente, médicos, que lidam com doentes em fase terminal, são submetidos a um dilema de ordem ética,moral e legal: a limitação do suporte de vida.
                Particularmente em crianças, é difícil estabelecer a determinação de um quadro irreversível, por isso, a tendência da equipe médica é adotar medidas de sobrevivência, até que se tenha a absoluta certeza da irrecuperabiliade do paciente.
                Nos USA, os profissionais, fundamentados no conceito da autonomia, determinam que a família seja responsável pela tomada de decisão, em nome da criança, diante de um final de vida irreversível.
                Em Israel, por motivos religiosos, não é permitida a retirada do suporte de vida diante de quadros terminais.Na Europa, a decisão é, essencialmente, tomada pela equipe médica,que, em seguida, apenas prepara a família para ser comunicada.
                Considera-se que a manutenção da vida a qualquer preço, sem priorizar a qualidade de vida do paciente,se constitui numa má prática médica.
                No Brasil, assim como nos países europeus, adota-se uma atitude paternalista, em que a família tem pouca participação no processo decisório.Aqui,como lá, as práticas de limitação de suporte de vida ocorrem, basicamente, à custa de ordens para não reanimar e de não se utilizarem mais drogas ressuscitatórias.
                Após ser estabelecida a irreversibilidade do processo patológico, a equipe médica e família, consensualmente, deveriam fixar as medidas de tratamento que priorizassem o conforto da criança nos seus últimos instantes de vida, evitando-se sofrimentos e procedimentos fúteis, procurando-se atender às exigências morais e éticas de todos os envolvidos.
                Face aos injustificáveis receios de ordem jurídica, existentes no meio médico, relativos à LSV(Limitação de Suporte de Vida), o Conselho Federal de Medicina, em boa hora, publicou a Resolução 1805/2006, fornecendo segurança e suporte legal à classe médica.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h31
[] [envie esta mensagem] []




ÉTICA MÉDICA

                     Os Conselhos de Medicina, atuando em casos de infrações éticas, exercem,simultaneamente, a função de julgadores e disciplinadores da classe médica.
                 O médico não pode se negar a prestar seus serviços nos casos de urgência/emergência, na ausência de outro médico e quando sua recusa possa causar malefício à saúde do paciente,mas, fora dessas situações, ele não pode ser obrigado a atender a quem não deseje, nem agir contrariamente aos ditames de sua consciência.
                 É importante que se saiba que o médico pode internar e assistir seus pacientes em hospitais, públicos ou privados, com ou sem caráter filantrópico, ainda que não faça parte do seu corpo clínico, respeitadas as normas técnicas da instituição.
                 Mesmo em casos de doença incurável ou terminal, o médico não pode abreviar a vida do paciente, ainda que a pedido deste ou de seu representante legal, entretanto, deve oferecer todos os cuidados paliativos disponíveis, sem empreender ações diagnósticas ou terapêuticas inúteis ou obstinadas.
                 Não se permite, também, ao médico, mesmo que com autorização do paciente, fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos em meios de comunicação em geral.
                 Às vezes, o profissional,involuntariamente, comete uma infração ética, simplesmente, por desconhecer as normas do Código de Ética Mèdica, que deveria ser ensinado em todas as Faculdades de Medicina.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h30
[] [envie esta mensagem] []




GREVE MÉDICA

                     De acordo com a Lei 7783/89, a assistência médica é considerada uma atividade essencial,entretanto, desde que seja garantida a prestação dos serviços indispensáveis às necessidades inadiáveis da coletividade, atendendo-se as urgências/emergências, a greve médica é admitida como instrumento reivindicatório frente às situações que atinjam a dignidade profissional no exercício da Medicina, tais como: precariedade ou inexistência de condições de trabalho, padrões aviltantes de remuneração,etc...
                      Desta forma, o médico, diretor ou administrador de um serviço médico ou instituição de saúde, pública ou privada, comete infração ética,não sendo solidário aos colegas, bem como tentando obstaculizar ou impedir, com atos de represália ou de retaliação,a realização do movimento grevista, pois, somente à Justiça do Trabalho cabe avaliar a legalidade da greve e ao Conselho Regional de Medicina emitir julgamento sobre os aspectos éticos do movimento.Antes dessas declarações, nenhuma medida poderá ser tomada contra aqueles que estão exercendo o seu direito de paralisação.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h28
[] [envie esta mensagem] []




 
 

LUXAÇÃO CONGENITA DE QUADRIL

                 A LCQ(Luxação Congênita do Quadril) ou DDQ(Displasia do Desenvolvimento do Quadril) pode ocorrer entre 2,5 a 6,5 casos para cada 1000 nascidos vivos.
                 Se o seu bebê se apresentar com uma perna mais curta do que a outra ou se as dobras da pele atrás das coxas ou das nádegas estiverem dispostas assimetricamente(alturas desiguais), desconfie de alguma anormalidade, leve-o imediatamente ao pediatra, pois poderá ser portador dessa doença, sobretudo se tiver nascido de parto pélvico( de nádegas), for  primogênito, de sexo feminino e tiver antecedentes familiares.Não espere.
                 Essa patologia, infelizmente, poderá passar imperceptível ao simples exame físico ao nascimento e só ser detectada no decorrer do desenvolvimento do lactente, por isso, na Europa já se faz rotineiramente a ultra-sonografia(Triagem universal), que, até os 6 meses de idade , é o exame mais adequado para fazer o diagnóstico da LCQ.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h27
[] [envie esta mensagem] []




FLANELINHAS

                   Infelizmente, no Brasil, quando uma situação  se torna inconveniente e embaraçosa ou uma atividade se expande irregularmente, como no caso dos "flanelinhas", as autoridades, simplesmente, para corrigí-las, optam pelo caminho mais fácil, cômodo e demagógico, ou seja, tentam legitimar uma prática marginal, permitindo a institucionalização da coerção,do abuso e extorsão dos cidadãos, que ficam desprotegidos, privados da segurança e do seu direito de estacionar em vias públicas, sem serem molestados por terceiros.Em todos os pontos da cidade, as ruas estão sendo "loteadas" e, em certos locais, existe,até mesmo, uma tabela de prêço  mínimo, cobrado por "flanelinhas"!!! Se o cidadão se negar a pagar, correrá o risco de sofrer uma agressão física ou ter o seu veículo danificado.
                    Por que as autoridades policiais e fiscalizadoras, meramente, não cumprem o seu papel, abordando esses indivíduos,rotineira e sistematicamente, exigindo-lhes documentos de identificação, dispersando-os dos estacionamentos e autuando-os na forma da lei( LCP-art. 59 e CPP-art. 323,II)??? Se assim agissem, cremos que a violência, praticada por maus "flanelinhas", diariamente estampadas nos jornais, já teriam tido um fim.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h26
[] [envie esta mensagem] []




 
 

INTOXICAÇÃO

                Dentre as diversas causas de intoxicação aguda acidental em crianças, destaca-se a medicamentosa, decorrente, sobretudo, da curiosidade natural  dessa faixa etária e do descuido dos pais, que não guardam os medicamentos em locais seguros e adequados.
                Cerca de 50% dos casos de intoxicação por medicamentos ocorrem com menores de 5 anos de idade, principalmente por antidepressivos, broncodilatadores e vitaminas.
                Além dos medicamentos, que ocupam o primeiro lugar nessas intoxicações, com 40% dos casos, são também importantes os produtos químicos de uso domiciliar(35%) e as plantas(25%).
                O alto nível de utilização pela população de medicamentos para combaterem, apenas, os sintomas e a automedicação são fatores contributivos importantes para a ocorrência dessas intoxicações.
                As crianças menores de 1 ano são, particularmente, sensíveis a medicamentos diversos, tais como os descongestionantes,os antitérmicos/analgésicos e antiinflamatórios e, por isso, jamais deveriam ser tratadas pelos pais sem a orientação de um pediatra.
                Os pais, cujos filhos são meninos(54%), entre 1 a 4 anos de idade,precisam ter uma atenção redobrada, pois essas crianças se incluem no  grupo de maior risco para intoxicações medicamentosas agudas acidentais(70%),em virtude da sua maior mobilidade e habilidade.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h24
[] [envie esta mensagem] []




PRECATÓRIOS

          A questão dos precatórios é vergonhosa,pois, os governos, na prática, deixam de honrar suas dívidas, que se convertem em um horrendo calote institucionalizado(Ministro Marco Aurélio de Melo).

          Quando o cidadão deve ao governo, a dívida terá que ser paga com juros,multa,correção monetária e, até mesmo, com penhora de bens,porém, se acontece o inverso, ou ele morre sem receber ou não recebe nada ou, ainda, só receberá aquilo que o governo se dispuser a dar, como se fosse um favor.

          Se o cidadão insistir em receber integralmente o que lhe é devido, com certeza, morrerá sem ver a cor do dinheiro.

          A maioria das pessoas, que têm precatórios a receber, são idosos, com problemas de saúde,etc...O governo deve e não nega, mas só paga quando ou se puder.

          A situação criada é tremendamente injusta e desigual, prevalecendo a “lei do mais forte” e não a “justiça para os mais fracos e desprotegidos”.

          Quando isso acabará???

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h22
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CÁRIE DENTAL

                No Brasil, a cárie dental infantil prevalece entre 1 a 3 anos de idade.A presença de mancha branca no esmalte permite o diagnóstico precoce, num estágio em que,ainda, é possível a reversão da doença, através da mudança de hábitos alimentares, higiene bucal adequada e aplicação tópica de flúor.
                A prevenção da cárie na criança, entretanto, já deve ocorrer no início da gestação, quando a futura mamãe deverá ser submetida à uma avaliação odontológica, com o objetivo de reduzir a transmissão de bactérias cariogênicas para o bebê.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h21
[] [envie esta mensagem] []




IDOSOS

                A  PMV realizou um cadastramento, fornecendo aos idosos um cartão para estacionamento em vagas especiais,específicas.
                Ocorre, no entanto, que as tais vagas, na prática, são inexistentes ou as que estão disponíveis são insuficientes,uma vez que não atendem o percentual legalmente estabelecido.
                Além disso, quando as vagas estão ocupadas, observa-se que o cartão obrigatório de identificação não é colocado no painel do carro, pois não há fiscalização e o motorista faz o que bem quer, muitas vezes usando de um direito que não lhe cabe.
                Afinal, quando a PMV passará a fiscalizar?A lei é para ficar,apenas, no papel ou é para ser aplicada?
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h20
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CONSULTAS MÉDICAS

            O CRMES,Conselho Regional de Medicina do ES, baixou uma resolução fixando um número máximo de 40 pacientes para cada profissional,por plantão de 24 horas, o que, na prática, significará a necessidade de contratação de mais médicos, para permitir um bom atendimento, tanto na rêde pública como na privada,caso contrário ocorrerá aglomeração de pacientes e os tumultos se instalarão, podendo originar agressões médicas, pois os profissionais, como sempre, é que serão responsabilizados e não os seus empregadores, que, habitualmente, costumam investir muito pouco na área da saúde, pagando salários vexatórios e humilhantes aos plantonistas.

           Reputamos o tempo de 15 minutos por paciente, nas consultas de Pronto-Socorro, como o mínimo e não como o ideal, visto que há casos que exigem um tempo muito maior do profissional.

            Para as consultas ambulatoriais, em consultórios, já existem orientações do CRMES para que os agendamentos sejam feitos com um intervalo mínimo de 20 minutos, entretanto, alguns serviços públicos não seguem estas normas e exigem quantidade em detrimento da qualidade.

 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h18
[] [envie esta mensagem] []




HONRA E DIGNIDADE

                Honra e dignidade são valores morais impagáveis, conexos, absolutos, inalienáveis e irrenunciáveis da condição humana.Eles se opõem à busca do fácil, do desonesto, do vantajoso e do oportuno.São valores que todos os pais deveriam incutir na mente de seus filhos, para que se tornem cidadãos éticos e exemplares. 
                Aqueles destituídos inteiramente desses valores, os caluniadores, jamais conseguirão avaliar a dimensão do crime que cometem, quando tentam atingir a honra e a dignidade alheia.
                Quem preza estes valores sabe que "um homem sem honra e sem dignidade é pior do que um homem morto"(Miguel Cervantes).Já dizia Benjamin Franklin: "a honra põe um lavrador de pé e um fidalgo de joelhos".
                Por isso, não conseguimos entender o motivo de serem tão brandas as penalidades aplicadas àqueles que  tentam atingir a integridade ou incolumidade  moral da  pessoa humana.Nosso Código Penal  deveria ser modificado,aplicando penas mais severas.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h16
[] [envie esta mensagem] []




ÉTICA

                    Ética é a ciência do comportamento moral dos homens em sociedade.Todo profissional deveria ter um senso crítico, avaliar,constantemente, suas ações e comportamento, procurando agir  com escrúpulos, correição e justiça, pois, em assim procedendo, estará sendo ético.
                    Para ser ético é necessário que o profissional seja  íntegro,honesto, justo, flexível, tolerante e sem prepotência.O profissional ético respeita seus pares; é incapaz de fazer para alguém algo que ele não gostaria que lhe fizessem.
                    Um profissional que não preza os valores morais, tende a não ter princípios éticos; jamais dormirá com a consciência tranquila do dever bem cumprido.
                    O profissional sem ética acha que tudo é válido para alcançar a vitória e o sucesso; ele  não mede as consequências dos seus atos; é mentiroso e inescrupuloso.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h15
[] [envie esta mensagem] []




A INVEJA

                 A inveja "é um sentimento tão vil e vergonhoso que ninguém se atreve a confessá-lo"(Ramos Cajal).
                 O invejoso é dotado de um grande sentimento de egocentrismo, renegando as virtudes e qualidades alheias, ressaltando,apenas, os pretensos defeitos.
                 O invejoso é aquele que almeja os atributos,status e  posses de outra pessoa, mas não é capaz de alcançá-los, quer pela incompetência ou incapacidade física quer pela limitação intelectual.
                 O invejoso não deseja apenas o que a outra pessoa tem, mas,também, o que a pessoa é.
                 Todo invejoso é uma pessoa frustrada, geralmente, infeliz e corroída pelo ódio, que poderá,até, matá-lo.Ao longo da vida, seu caminho é cheio de decepções e atritos, suas amizades não se sedimentam, pois o invejoso não é confiável, é falso,dissimulado,mentiroso e caluniador.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h14
[] [envie esta mensagem] []




IDOSOS

                 Quem já precisou ter acesso às unidades judiciárias, em Vitóiria, constatou como é grande a dificuldade para estacionar, sobretudo dos idosos e deficientes físicos.
                 Em 19/8/09, o Conselho Nacional de Justiça determinou que, nesses locais, 5% das vagas de seus estacionamentos sejam reservadas para as pessoas idosas, conforme previsto no Estatuto do Idoso.
                 Além disso, se não existirem estacionamentos próprios, o Poder público local deverá providenciar a demarcação das vagas nos estacionamentos públicos(Prefeitura Municipal de Vitória), localizados no entorno dos prédios.Mas isto não está acontecendo.É preciso que as autoridades tomem providências urgentes, a fim de que a medida seja cumprida!!!
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h13
[] [envie esta mensagem] []




STALKER

                Atualmente, no Brasil, vem ocorrendo uma forma de violência na qual o sujeito ativo invade a esfera da privacidade da vítima, repetindo,incessantemente, a mesma ação, usando táticas e meios diversos,como, por exemplo, ligações celulares,e-mails,etc...Este tipo de assédio recebe o nome, em inglês, de STALKING.Este crime se enquadra no artigo 65, do Codigo Penal, com pena de prisão simples, de 15 dias a 2 meses ou multa.
                Nos Estados Unidos e na Europa, este tipo de assédio é frequente e pode ocasionar até 2 anos de prisão.Mas, em nosso país, ainda, não há pena rigorosa,por isso, os casos têm aumentado constantemente.
                O "stalker",obstinadamente, invade o cotidiano da vítima, várias vezes ao dia, geralmente, nas horas mais impróprias, na madrugada, quer em casa quer no trabalho, exercendo uma perseguição implacável, levando a pessoa ao desespero, ao descontrôle emocional,interferindo,perigosamente, na vida familiar e profissional do assediado.
                 Segundo o jurista Damásio E. de Jesus, há necessidade de se criarem leis que punam rigorosamente o infrator, que, segundo os psiquiatras, geralmente, "apresenta traços narcisistas,com tendências obsessivas".
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h12
[] [envie esta mensagem] []




 
 

OBESIDADE INFANTIL

                 A obesidade infantil tende a ocorrer, com mais frequência, após os 5 anos de idade,  porque antes desta faixa etária o mecanismo de regulação do apetite é mais eficiente.
                 O sedentarismo e a mudança no padrão de consumo alimentar parecem ser os responsáveis pelo rápido aumento de peso, sobretudo nos meninos adolescentes.
                 O número de adolescentes obesos, no Brasil, triplicou no período de 1975 a 2003, e, com isso, deduz-se que as doenças crônicas, relacionadas à obesidade, também tenderão a aumentar: doenças cardiovasculares, respiratórias, osteo-articulares,hipertensão e diabetes.
                 É na infância que a prevenção da obesidade precisa ser iniciada, evitando-se os alimentos prontos(congelados,biscoitos,etc...), dando-se prioridade ao alimento natural,preparado na hora e estimulando-se a atividade física na criança.
                 Em pesquisa realizada em Vitória (A Tribuna,p.7,26/8/09), pelo colega Dr. Valmin Ramos,ficou constatado o  baixo teor nutricional de 64 marcas de biscoitos recheados, que, em nossa opinião, deveriam ter sua comercialização proibida nas cantinas escolares.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h11
[] [envie esta mensagem] []




 
 

IDOSOS

                   A queda,com fratura de fêmur, é uma das causas  mais importantes de mortalidade de idosos, em quase 25% dos casos.
                   Estima-se que, a partir dos 65 anos, os idosos sofrem, pelo menos, 1 queda por ano, que os leva a um atendimento de emergência hospitalar, provocando ou não internação, e após os 80 anos esse índice se eleva para 3 quedas por ano(OMS).
                   Entre 2005 e 2008, houve  um aumento de 8% no número de internações,por fratura de fêmur, no SUS, percentual esse que tende a aumentar em virtude  do aumento da expectativa de vida de nossa população.
                   Essas quedas  não só ocorrem no domicílio como também nas vias públicas, daí a importância de os nossos órgãos municipais exigirem que as calçadas se mantenham em perfeito estado de conservação.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h10
[] [envie esta mensagem] []




 
 

DENGUE

                    O índice de mortalidade aceitável para a dengue varia de 0,5 a 1%, entretanto, em algumas epidemias esse índice atingiu os 10%, o que demonstra que o sistema de saúde não está preparado, nos momentos de crise, para atender a demanda de pacientes.
                    Estima-se que o custo médio por episódio de dengue chega a US$315, para o atendimento ambulatoarial e US$696, para os casos de internação, gerando para o governo federal gastos de R$1,2 bilhão por ano.
                    Acredita-se que o contrôle da doença só ocorrerá,de fato, através da imunização.Segundo os cientistas, entretanto, a principal dificuldade é criar uma vacina tetravalente, pois, são 4 os sorotipos da doença!!!
                    A USP, em Ribeirão Preto, já desenvolveu vacinas para os virus tipos 3 e 4, mas, enquanto a vacina não chega, a população, obrigatoriamente, tem que assumir a sua parcela de responsabilidade, evitando os focos dentro de suas residências, onde se encontram os mosquitos transmissores da doença.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h08
[] [envie esta mensagem] []




 
 

ANEMIA

                Dentre os diversos tipos de anemias hereditárias na criança, destaca-se a falciforme(drepanocitose), que não tem tratamento específico e que pode levar à morte, sobretudo em decorrência de infecções graves no grupo etário de 0 a 5 anos.
                Essas infecções, entretanto, podem ser evitadas através do uso profilático de antibióticos.
                Infelizmente, estudos realizados constatam que muitos cuidadores, alegando esquecimento, deixam de usar, regularmente, esses medicamentos.
                Apesar do empenho do governo em passar ao público informações sobre a doença, vê-se, ainda, a necessidade de programas educacionais e mais esclarecimentos através da mídia.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h07
[] [envie esta mensagem] []




 
 

DOENÇAS RARAS

                 Por uma série de fatores, o diagnóstico de doenças raras é difícil no SUS(A Tribuna,p.7,2/3/09).Considera-se como doenças raras aquelas que ocorrem com pouca frequência ou raramente, na proporção de 1 para 2000 casos na população em geral.
                 Estima-se que, atualmente, existam cerca de 8000 casos de doenças raras distintas, acometendo aproximadamente 6-8% da população total.Em geral, são doenças crônicas,degenerativas, incapacitantes,sem cura efetiva, ocasionando elevado nível de dor e sofrimento,não só ao indivíduo como também aos familiares.                                                                                                                                                                                                                                Cerca de 80% das doenças raras são de origem genética, podendo se manifestar desde o nascimento ou na infância,entretanto, em 50% dos casos aparecem na idade adulta.
                 A dificuldade  no diagnóstico, em grande parte das vezes, se deve ao desconhecimento médico e científico e pela falta de políticas públicas apropriadas, que geram múltiplas consultas médicas, prescrição de medicamentos e tratamentos impróprios, até mesmo perigosos à saúde dos pacientes.
                 O dia 29/2/2008, por ser também raro, foi escolhido, pela primeira vez, como o dia comemorativo das doenças raras, que constituem um grave problema, em termos de saúde pública.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h05
[] [envie esta mensagem] []




 
 

A PEDIATRIA

                 A pediatria, como especialidade médica, no Brasil, surgiu em 1899.Há 10 anos, de todos os médicos do país, 13,5% eram pediatras e na década de 80, 25% dos estudantes de medicina optavam por esta especialidade e hoje,apenas, 7%!!!
                O pediatra é considerado essencial aos sistemas de saúde."A pediatria não é uma área de atividade dentro da Medicina: ela é toda a Medicina"(Pedro de Alcantara).Mesmo assim, em virtude de uma série de fatores, não só no sistema público como no privado, há um crescente desinteresse,pelos médicos recém-formados, por esta especialidade.
                No setor público, absurda e catastroficamente, estão tentando substituir os pediatras pelos médicos generalistas do PSF(Programa de Saúde da Família), ao passo que,no setor privado(convênios,credenciamentos,cooperativas,etc.), a remuneração é péssima, o retorno financeiro é mínimo,30% dos atendimentos representam reconsultas não-remuneradas e, nos consultórios particulares, 40% do valor das consultas são para pagamentos de vários impostos e despesas diversas.
                Torna-se urgente e fundamental, no setor público, a integração dos pediatras às equipes do PSF,com remuneração,no mínimo,equiparada e,no setor privado, impõe-se,de imediato, uma modalidade diferenciada de remuneração para especialidade de pediatria, que, diferentemente de muitas outras, não tem valores agregados à consulta(equipamentos,exames,etc...), o que a torna desvalorizada, porém, a de menores custos para os convênios,credenciamentos,cooperativas,etc.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 13h04
[] [envie esta mensagem] []




 
 

PREVENÇÃO

                Já diziam meus avós que "é melhor prevenir do que remediar".Por isso, quando a criança alcança os 6 meses de idade, é o momento apropriado para se discutir com os pais como guardar substâncias potencialmente perigosas no lar.
                Esta orientação antecipatória se faz necessária,uma vez que a partir dos 9 meses a 1 ano de idade a criança já estará engatinhando ou andando e poderá,assim, abrir gavetas, portas de armários,etc...
                As substâncias ,potencialmente prejudiciais, devem ser guardadas em recipientes adequados e específicos e não em recipientes familiares,tais como aqueles usados para guardar o leite,sucos,doces,etc., isto porque se a criança encontrar uma substância química, acondicionada nesses utensílios ,poderá supor que ali existe algo familiar,gostoso, e a ingerirá.
                Materiais perigosos(tóxicos,venenos,etc.) devem ser guardados,de preferência com chave, fora do alcance da criança e devem ser mantidos nos seus recipientes originais,identificados com clareza.
                Parece óbvio tudo isso.Mas,infelizmente, não é o que acontece rotineiramente e,com frequência, crianças dão entrada nos prontos socorros por descuido dos pais.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h44
[] [envie esta mensagem] []




 
 

HOSPITALISTA

          O termo "hospitalista" foi criado há 10 anos nos EstadosUnidos, onde já existem cerca de 15 mil profissionais, especializados no tratamento geral dos doentes internados.
          Há poucos anos, era comum o médico atender um paciente no consultório ou na emergência e, em caso de necessidade de uma internação, encarregar-se do seu tratamento no hospital.
          Atualmente, entretanto, há uma tendência em se direcionar esse tipo de paciente ao médico hospitalista.
          Geralmente,o médico habituado, quase que exclusivamente, com o atendimento ambulatorial, encontrará dificuldades no atendimento hospitalar, que apresenta peculiaridades e exige do profissional familiaridade com as sutilezas e a cultura dos hospitais.
          O hospitalista, por permanecer a maior parte do seu tempo dentro do hospital, conhece a sua estrutura, o corpo médico, a enfermagem e as rotinas de funcionamento, podendo, assim, atuar com mais competência,eficácia e desenvoltura.
          Esse profissional, após a necessária internação, costuma encaminhar o paciente novamente aos cuidados do seu médico regular.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h43
[] [envie esta mensagem] []




 
 

A ARTE DA MEDICINA

                    Há poucas décadas, a medicina era ensinada à beira do leito do paciente e não nas salas de aula das faculdades.
                    A bússola orientadora do aprendizado médico se constituia de quatro pontos cardeais,fundamentais: inspeção, palpação,  percursão e auscultação, que, em conjunto com os dados colhidos na anamnse, permitiam o diagnóstico de 60 a 70% das doenças(W.Osler).
                    Atualmente, percebe-se que a arte da medicina está morrendo.Inexoravelmente, os avanços tecnológicos e sofisticados exames sanguíneos são priorizados, provocando uma inversão de valores e elevando,enor -memente, os custos médicos.
                    Já não se pede exames com a finalidade de corroborar uma hipótese diagnóstica,levantada após a história clínica e um exame físico indispensacável, mas sim, são solicitadas baterias de exames laboratoriais, tomografias computadorizadas, ressonâncias magnéticas, ultrassonografias,etc..., sem sequer o profissional colocar a mão no paciente  ou utilizar o estetoscópio , ficando na expectativa de que pela interpretação dos resultados laboratoriais ou pelos laudos elaborados possa fazer o diagnóstico da doença.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h42
[] [envie esta mensagem] []




 
 

MIDIA

                Há poucos anos, as crianças tínhamos o privilégio de brincar despreocupadamente nas ruas, quer empinando pipas quer jogando 
pião ou bolas de gude.Hoje, entretanto, elas se obrigam a ficar, horas a fio, à frente dos computadores, TVs e videogames, brincadeiras pouco
criativas, que interferem no desenvolvimento cognitivo e na formação do pensamento crítico e, inclusive, influenciam no rendimento escolar.
                No Brasil,mais que nos Estados Unidos, estima-se que 85% das nossas crianças vêem TV todos os dias, inclusive aquelas menores
de 2 anos de idade, às quais não se deveria, de forma nenhuma, permitir este comportamento, conforme recomendações da Academia Americana
de Pediatria.
                Em face das sobejas propagandas e marketing de marcas e produtos,voltados, especificamente, para o público infantil, cremos que há necessidade de,nesse sentido, impor limites à mídia, que não poderá alegar restrições à liberdade de expressão, pois, em se tratando de crianças, sua proteção, obviamente, vem em primeiro lugar.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h40
[] [envie esta mensagem] []




 
 

TESTES DE TRIAGEN

               Os testes de triagem neonatal, surgidos por volta de 1963, não são exames diagnósticos, têm, apenas, caráter preventivo,por isso,os casos positivos necessitam de confirmação posterior.
               No Brasil,a lei 8069/90 passou a considerar obrigatória essa triagem, que, em 2001,através do Programa Nacional de Triagem Neonatal, implantado pelo Ministério da Saúde, definiu para investigação 4 doenças: a fenilcetonúria,o hipotiroidismo congênito, a anemia falciforme e a fibrose cística(mucoviscidose).
               A princípio, numa primeira etapa, foram triadas apenas 2 patologias (fenilcetonúria,hipotiroidismo congênito), entretanto, dependendo do nível de organização  e de cobertura de cada estado, a investigação será ampliada gradativamente.
               Atualmente, através de tecnologia avançada, já é possível fazer a triagem de mais de 40 doenças metabólicas, em uma única amostra de sangue, em, apenas, 2 minutos!!!
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h38
[] [envie esta mensagem] []




 
 

SIFILIS

                   As DST(Doenças Sexualmente Transmissíveis) sempre foram uma grande preocupação para a saúde pública.Dentre elas se destaca a SÍFILIS,uma vez que tem as maiores taxas de transmissão durante o ciclo grávido-puerperal.
                   A SÍFILIS ocorre no mundo inteiro, entretanto,é  mais frequente em grandes regiões urbanas, sobretudo no sexo masculino,em que as primeiras manifestações podem ocorrer de 10 a 90 dias(período de incubação) após a exposição.
                   O diagnóstico precoce permite seu tratamento e impede a evolução da doença até estágios mais avançados, quando provocam lesões neurológicas, cardiovasculares e ósteo-articulares.
                    De 13 a 31 de outubro se desenvolverá a CAMPANHA ESTADUAL "ELIMINA SÍFILIS", durante a qual será disponibilizado, em caráter preventivo, o teste VDRL, especialmente para jovens, idosos e adultos do sexo masculino, que poderão procurar os serviços de saúde, para a realização do exame.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h37
[] [envie esta mensagem] []




 
 

A MARATONA DA VIDA

                Acumulados, milhões deles, na estreita pista de largada, lá estavam, ansiosos, à espera do sinal para partirem em desabalada correria, abalroando-se uns aos outros, na tentativa de encontrarem seu espaço, em direção a um destino pré-estabelecido.
                Muitos deles, estafados e combalidos, ficam pelo caminho; uns inertes, outros cambaleantes, arrastando-se em contorções bizarras.
                A imprevisibilidade, quanto ao vencedor dessa disputa, é uma característica constante, pois é impossível apontar um favorito.
                Como soe acontecer, somente os mais fortes, os mais resistentes e mais rápidos conseguirão chegar até o final da jornada.Entretanto, apenas um dos espermatozódes cruzará a faixa final, consagrando-se como o vencedor da "Maratona da Vida". 
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h35
[] [envie esta mensagem] []




 
 

PRONTO SOCORRO

                 A raiva, originada de um longo tempo de espera para ser atendido, da descortezia na recepção ou da impessoalidade do ambiente, de acôrdo com pesquisas realizadas,se constitui no principal motivo que leva o paciente ou familiares a se revoltarem contra os sacrificados,incompreendidos e desvalorizados médicos que trabalham em Pronto Socorro.
                 Nos E.U.A., dentre os profissionais da medicina, os que mais mais sofrem com essa situação são os pediatras, seguidos pelos neurocirurgiões.No Brasil, com certeza, a situação não deve ser diferente.
                  Estudos já feitos demonstraram que há uma correlação direta entre a capacidade de comunicação do médico e menor quantidade de reclamações dos pacientes.Não só a atitude cuidadosa, a integridade profissional e a informação aos pacientes e/ou familiares são primordiais para minimizarem as queixas, como também as orientações padronizadas de alta ou instruções de liberação escritas para os pacientes e seus responsáveis.
                   Dentre os fatores mais importantes para a satisfação dos pacientes, atendidos em P.S., foram destacados: a rapidez no atendimento, a natureza dos cuidados profissionais e a organização da equipe médica.
                   Especificamente, no PS de atendimento pediátrico, as pesquizas realizadas demonstraram que as queixas mais comuns são: também o tempo de espera, a qualidade dos cuidados médicos, a atitude da equipe e os diagnósticos equivocados.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h33
[] [envie esta mensagem] []




 
 

RESFRIADOS

                Frequentemente, os pais de crianças pequenas procuram os consultórios médicos pediátricos para solicitarem a prescrição de medicamentos para tosse e resfriados ou, o que é pior, procuram diretamente a farmácia, onde esses remédios podem ser vendidos livremente!!!
                É importante, antes de tudo, lembrar que, na maioria das vezes, a tosse é um mecanismo reflexo de defesa, do qual o organismo lança mão, para remover as secreções da árvore respiratória e, por isso, não deve ser suprimida, a não ser, excepcionalmente, quando ela é seca,irritativa, atrapalhando o sono da criança.
                 Nos EUA já foram relatados casos de morte de lactentes, em decorrência do uso de medicamentos para tosse e resfriados, vendidos livremente ou prescritos por médicos.Tais medicamentos, em virtude de seus componentes, podem ser fatais,pelo risco de superdosagem, sobretudo em crianças menores de 2 anos.Esses remédios, seguramente, não são mais eficazes do que os placebos para combaterem os sinais e sintomas dos resfriados.
                  Assim sendo, é recomendável que os pais evitem em seus filhos essas medicações,
que podem ocasionar tonturas, excitações,náuseas,distúrbios gastrointestinais, convulsões,depressão respiratória,etc...
                   É preferivel, e mais seguro, usar,nessas situações, soluções nasais salinas, aspiradores de borracha para secreções, umidificadores, bastante líquidos,como fluidificantes ou medicamentos fitoterápicos, que quase não apresentam riscos.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h31
[] [envie esta mensagem] []




 
 

BULLYING

                A agressividade entre estudantes , bem como os conflitos gerados entre professores e alunos, ou vice-versa, é um fenômeno universal e acontece em todas as escolas, em maior ou menor grau.Esses atos de violência são conhecidos por bullying.
                Estudos realizados em escolas municipais do Rio de Janeiro demonstraram que 40,5% dos adolescentes admitiram já ter se envolvido, diretamente, em situações de bullying, ainda que 80% dos estudantes tenham afirmado desaprovar esses comportamentos.
                Diversos autores acreditam que a prática de bullyling esteja correlacionada com múltiplos fatores, tais como questões socioculturais, dinâmicas familiares, influência de mídia, videogames,etc...
                As situações de bullying podem variar desde formas leves de agressão até formas mais severas, com utilização, inclusive, de armas de fogo.
                Observou-se que a prática de bullying ocorre, prioritariamente, entre crianças e adolescentes normais, tanto no sexo masculino como no feminino.
                Os aspectos socioculturais parecem influenciar nas diferentes situações de bullying.Nas escolas ocidentais, os autores, geralmente, são mais velhos, de séries mais avançadas, se utilizam de agressões verbais e físicas e nunca tomam os seus amigos como alvos.Já nas escolas orientais, como no Japão e Coréia, o bullying ocorre mais entre os estudantes da mesma classe, que, mais comumente, tendem a utilizar a exclusão social como forma de violência contra os colegas de sala.
                A utilização da tecnologia da informação, como a internet e telefones celulares, com textos e imagens, tem permitido uma nova estratégia para a prática de bullying, denominada cyberbullying, que extrapola os limites da escola, com um impacto muito mais devastador.
                Os autores de bullying têm chances quatro vezes maiores de adotarem comportamentos de risco, tornarem-se delinquentes, violentos e criminosos.Já os alvos de bullying podem apresentar depressão, ansiedade, baixa auto-estima,etc...
               Como pediatra, creio que, sob pena de se tornarem um ambiente inseguro, com altos índices de agressividade e perda de contrôle sobre os comportamento dos jovens, as escolas deveriam agir, imediata e efetivamente, para reduzir a prática de bullyingentre os seus alunos.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h29
[] [envie esta mensagem] []




 
 

LEI SECA

                  Em minha opinião, nenhum radicalismo é profícuo, pois,em geral, acaba prejudicando a maioria em detrimento de uma minoria irresponsável e os bons pagam pelos maus.
                  A partir de agora, todos os cidadãos que dirigem poderão ser enquadrados como criminosos do trânsito, caso o bafômetro detecte qualquer nível de álcool, mesmo naqueles que, por hábito, saudável, ingerem um cálice de vinho às refeicões!!!
                 O mesmo poderá acontecer se o cidadão, por ventura, estiver utilizando qualquer medicamento, ou mesmo algum alimento, que contenha álcool!!!
                 Vê-se, portanto, que a Lei Sêca, apesar de necessária, poderá se tornar um instrumento legal extremamente insensato e injusto, por ser radical.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h28
[] [envie esta mensagem] []




 
 

HANSENÍASE

               A Hanseníase,doença causada pelo bacilo de Hansen, é transmitida através das vias respiratórias, nas formas em que há produção de grande quantidade de bacilos, entretanto,assim que o tratamento é iniciado, cessa o risco de transmissibilidade.
               A OMS estabelece como índice de prevalência aceitável aquele inferior a 1 caso para 10.000 habitantes, porém, no Brasil ocorrem cerca de 2,3 novos casos para 10.000, o que colocao nosso país atrás apenas da Índia!!!
                No ES, no ano de 2007, foram registrados cerca de 1152 casos novos de Hanseníase,sendo que o coeficiente de detecão em menores de 15 anos foi de 0,97/10000, o que é preocupante nessa faixa etárea.
               A doença, se adequadamente tratada, tem cura, caso contrário poderá acarretar deformidades graves.
               De acordo com estudos já realizados, constatou-se que, lamentavelmente, apenas34% da rede básica de saúde faz o diagnóstico e tratamento adequado da doença.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h26
[] [envie esta mensagem] []




 
 

TUBERCULOSE

                   A Tuberculose é a maior causa de morte por doença infecciosa de adultos, mesmo com tratamento de eficácia comprovada.Por isso, desde 1993, é considerada uma emergência global pela Organização Mundial de Saúde.
                  Ainda é uma doença negligenciada, compromentendo cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo e provocando a morte de cada uma delas a cada 15 segundos!!!
                  A Tuberculose é um reflexo da má qualidade de vida da nossa população e o Brasil é responsável por 35% do total de casos nas Américas.
                  Um indivíduo com tuberculose pode infectar 10 a 15 pessoas por ano, a não ser que seja instituido o tratamento, que, após 15 a 30 dias, impede a transmissão da bactéria.
                  Estima-se que , no Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas estejam infectaadas pelo bacilo da doença, sendo o Rio de Janeiro o Estado que concentra a maior número de casos: 85 para 100 mil habitantes, o dôbro da média nacional(40,8/100.000).
                  Não só os serviços públicos de saúde são ineficientes como também os curso médicos, que, no decorrer de 6 anos, costumam dedicar apenas 2 horas de ensino sobre o assunto.
                  Por mais absurdo que pareça ser, ainda morrem cerca de 6000 brasileiros por  ano desta patologia. O que é inadmissível!!!



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h24
[] [envie esta mensagem] []




 
 

MIDIA TELEVISIVA

                 Nos Estados Unidos, as crianças, menores que 6 anos, ficam, em média, cerca de 2 horas frente à televisão, quer assistindo programas quer usando video-games ou computadores.No Brasil não deve ser muito diferente.
                 Estudos já realizados têm demonstrado que os programas exibidos para crianças  menores de 5 anos, constituem um fator de risco potencial para o desenvolvimento de agressão   e bulimia.
                 Constatou-se, recentemente que,também, assistir a programas de TV violentos, du rante a fase pré-escolar, se associa com comportamento anti-social durante a idade escolar, particularmente, para os meninos.
                 Fica aqui, portanto, um alerta para as nossas autoridades responsáveis pelo que  se divulga,diariamente, pelo mídia televisiva.
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h23
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CONCURSOS PÚBLICOS

                Observa-se que algumas instituições públicas têm publicado editais para concursos sem obediência aos princípios constitucionais.
                Sabe-se que "o concurso público terá a validade de até 2 anos, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período", não se permitindo "abrir novo concurso,enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior,com prazo de validade não expirado".
                Tanto a determinação do prazo de validade como a sua prorrogação ficam à livre discri-
cionariedade da autoridade administrativa competente.
                 Por outro lado, "não haverá ofensa, de ordem constitucional, se a entidade pública realizar um novo concurso durante o prazo de validade de outro concurso, ainda não terminado, desde que seja preservado o direito de preferência dos candidatos remanescentes,aprovados no primeiro certame".
                 Uma outra irregularidade, bem mais frequente, é a seleção de candidatos para o serviço público, ainda que em caráter precário e temporário, operada exclusivamente pelo exame de títulos, indo contra a orientação constitucional, que estabelece a seleção por meio de exame de provas ou  de provas e títulos.
                 Isto, além de irregular, é injusto, pois não permite aos recém formados concorrerem em igualdade de condições.
                 Vem acontecendo de forma rotineira,sem contestação do Ministério Público.
 
 



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h20
[] [envie esta mensagem] []




 
 

OBESIDADE

Diversos estudos têm demonstrado que, nas diferentes regiões do Brasil, o excesso de peso na população pediátrica varia de 11 a 34 %, tornando a obesidade um sério problema de saúde pública, que, entretanto, nem sempre tem merecido a devida importância pelos órgãos de saúde dos governos.
Ao estimularem o aleitamento materno, exclusivo até os 6 meses, os pediatras conseguem reduzir a probabilidade de ocorrência de obesidade em criança em cerca de 10% para cada mês de amamentação.Daí o valor preventivo dessa orientação, no que tange à obesidade.
Assim como os gráficos de peso e estatura, usados habitualmente no acompanhamento da saúde da criança, cremos que, também, a avaliação do IMC (Indice de Massa Corporal) deveria ser, imediata e rotineiramente, introduzido nos ambulatórios das Unidades de Saúde, pois, permitiria, precocemente, a identificação e classificação das crianças obesas.



Categoria: ARTIGOS
 Escrito por Pedro Carrancho às 12h19
[] [envie esta mensagem] []




HONRA E REPUTAÇÃO

                   A Declaração Universal dos Direitos Humanos, em seu artigo 12, diz que "ninguém será sujeito à interferências na sua vida privada, na sua família,no seu lar ou na sua correspondência, nem a ataques à sua honra e reputação".
                  A honra e a reputação , em nossa opinião, constituem o maior e principal legado que os pais podem deixar para os seus filhos.Portanto, qualquer interferência ou atos lesivos a esses bens morais deveriam ser, exemplar e drasticamente, punidos pela Lei,não só com o ressarcimento pecuniário, uma vez que não há dinheiro que pague esse tipo de dano, mas com a prisão daqueles que os praticarem.



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h18
[] [envie esta mensagem] []




HEURÍSTICA

                  A maioria dos médicos se utiliza de detalhes e regras práticas para fazer um diagnóstico. Este médoto é conhecido na psicologia como HEURÍSTICA.
                 Em pronto-socorro, principalmente, o médico se vê obrigado, frequentemente, com base em poucos sinais e sintomas, a fazer um rápido julgamento do caso.Contudo, o profissional nunca deverá se prender unicamente às primeiras impressões, sob pena de fazer interpretações incorretas e, muita vezes, trágicas.
                 Acredita-se que os erros diagnósticos ocorram em cerca de 15% dos casos e as principais causas, pelo erro de raciocínio, seriam: basear-se no estereótipo do cliente; relacionar o caso presente com aquele mais recente ou marcante; sentir a necessidade de fazer algo pelo paciente, mesmo não tendo certeza da origem do problema e, por fim, não desvincular-se da amizade devotada a um paciente, levando o profissional a descartar  a hipótese de uma doença grave.
 
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h17
[] [envie esta mensagem] []




MEDICOS

                Através do Ministério da Saúde, o Governo vem tentando estabelecer privilégios para os médicos brasileiros graduados em outros paises, descumprindo a nossa legislação, que determina a prévia revalidação dos seus diplomas.
                O Governo, que deveria estabelecer uma política de estímulo à interiorização do médico e implantar o PCCS, Plano de Cargos Carreira e Salários exclusiso da categoria médica, nos moldes do que  já ocorre na carreira dos juizes e promotores, pretende legitimar a contra-
ção de médicos estrangeiros, sob  o pretexto de interiorizá-los, quando já se sabe que cerca de 70% deles se estabelecem nas zonas urbanas!
                Enquanto não hover boas condições de trabalho, pagamento de salários dignos, infra-estrutura adequada e bom suporte hospitalar, dificilmente o Governoconseguirá a interiozação dos profissionais da medicina.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h16
[] [envie esta mensagem] []




ABORTO

                Cremos que todo casal deveria ter autonomia no exercício da sexualidade e da reprodução, sem interferência de dogmas religiosos, inclusive no que diz respeito ao aborto, que, em última análise, vai ser aceito ou não, dependendo da consciência individual.
                Não devemos ser hipócritas e fingirmos que desconhecemos as centenas de mortes maternas, ocorridas anualmente, por abortos clandestinos e gestações advindas de violência sexual.
                Sabemos que faz parte da evolução do homem a busca de novos valores, do conhecimento e da derrubada de velhos paradigmas, das idéias preconcebidas, preconceituosas ou radicalmente conservadoras.
                 Por isso, o debate sobre o aborto e sua descriminalização se faz necessário e urgente,mas, sem desrespeito aos direitos humanos da mulher e levando em conta que a autonomia em relação ao corpo deveria ser um direito fundamental de qualquer cidadão.
                 A sociedade, em nossa opinião, já se mostra preparada para ser consultada, através de um plebiscito, sobre a descriminalização do aborto.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h14
[] [envie esta mensagem] []




VACINA HPV

                   Antes da iniciação sexual, toda adolescente, entre 11 a 12 anos, deveria usar a vacina quadrivalente contra o  HPV, feita por via intramuscular, em tres doses, prevenindo-se contra o câncer do colo uterino.
                  Não são necessários o exame colpocitológico, triagem para DNA do HPV ou Anti-corpos contra o HPV, antes da vacinação.
                  A vacina tem se mostrado segura, sendo o efeito adverso mais comum a dor local.
                  O MS, infelizmente, ainda não disponibiliza, gratuitamente, a vacina quádrupla contra o HPV, nos serviços de saúde.
                  Entretanto, aqueles que tiverem  condições econômicas  e têm filhas adolescentes, entre as idades mencionadas acima, devem aplicar a vacina, antes da iniciação sexual, para evitar o câncer de colo uterino.



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h13
[] [envie esta mensagem] []




AUTOMEDICAÇÃO

                 A automedicação, apesar dos riscos potenciais para os usuários, é uma prática comum na população, independentemente da classe socioeconômica.
                 Em nosso país, estudos já realizados demonstraram que a automedicação é significativamente maior nas faixas etarias mais elevadas e naqueles que utilizam os serviços públicos de saúde.
                 Assim como em outros países, em 20% dos casos, a orientação para automedicação decorre de consultas  em farmácias e, na maioria das vezes, é suscitada por afecções do
trato respiratório, seguindo-se da febre, dor-de-cabeça, diarréia e cólica abdominal.
                 Em crianças menores de 7 anos, onde a frequência de automedicação é bem menor,51% dos medicamentos foram indicados pela mãe.
                 Em face dos estudos desenvolvidos, concluiu-se pela necessidade de uma política pública específica, objetivando a prevenção da automedicação, sobretudo entre os usuários da rede pública, onde os riscos se apresentaram bem maiores.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h10
[] [envie esta mensagem] []




PROGRAMA MAIS MÉDICOS

      O Programa Mais Médicos foi criado com objetivos eleitoreiros, pois não atinge o cerne da questão : necessidade premente de mais recursos financeiros; Carreira de Estado para os médicos ,objetivando sua interiorização;infraestrutura adequada,etc.
      O projeto está eivado de irregularidades: não poderia ser criado por MP,pois não é matéria de urgência constitucional; a dispensa de revalidação 
do diploma obtido em outros países coloca a população em risco; criam-se dois tipos diferentes de medicina; representa uma burla à legislação trabalhista(“regime de escravidão moderno”); há violação ao princípio do concurso público.
      Apesar de tudo isso, o STF tem se manifestado,liminarmente, favorável ao Governo e tão cedo o Plenário não decidirá se referenda ou não a liminar concedida por Lewandowski e não apreciará as ações de inconstitucionalidade
.




 Escrito por Pedro Carrancho às 12h06
[] [envie esta mensagem] []




PROGRAMA MAIS MÉDICOS

        Assim como Lewandowski, o ministro Marco Aurélio negou liminar em MS contra o Programa Mais Médicos.Mas, alegou que a matéria deveria ser analisada pelo Plenário do Supremo.Recomendou aguardar-se o julgamento definitivo da impetração.A AGU acha que os médicos estrangeiros poderão atuar sem revalidar o diploma "por exercerem atividades de menor complexidade".
       Será que a AGU e o STF se manifestariam no mesmo sentido se fosse implantado o projeito Mais Advogados,permitindo que advogados estrangeiros atuassem em áreas carentes, sem capacitação da OAB,em "matérias jurídicas de menor complexidade"?E olha que os médicos vão lidar com a vida humana.O que seria "atividade de menor complexidade" no entender da AGU?

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h05
[] [envie esta mensagem] []




PROGRAMA MAIS MEDICOS

 

 Como já se esperava,dezenas de prefeituras já estão demitindo os médicos brasileiros para substituí-los pelos estrangeiros(cubanos),sob o pretexto de reduzir os custos com uma mão de obra barata,custeada pelo Governo Federal, que pagará uma bolsa mensal de R$10.000,00.Fica,assim, desmascarada a intenção eleitoreira do Ministro,que dizia ter sido o projeto "Mais Médicos" implantado para levar os médicos onde eles não existiam.Não é isto que está acontecendo.Muitos médicos estrangeiros estão se instalando em bairros periféricos de cidades onde não faltam médicos.Em Vitória,ES, por exemplo, onde a proporção de médicos é bem maior do que a fixadas pela OMS, já estão sendo convocados profissionais do projeto "Mais Médicos".E assim vem acontecendo em diversas cidades do interior do Brasil.



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h04
[] [envie esta mensagem] []




PROGRAMA MAIS MÉDICOS

                    O Ministro Padilha,da saúde, vem propalando que em diversas partes do mundo há médicos estrangeiros trabalhando,é verdade.Entretanto,ele e a mídia,em geral,escondem da população que nesses países há diferentes critérios e exigências para que possam trabalhar: documentação variada,provas de idioma e de medicina e,o que é importante, as entidades médicas são respeitadas e consultadas, o que não acontece aqui.

               Por que no Brasil deveria ser diferente?Seriam os brasileiros cidadãos de segunda categoria?Querem passar para a população que os médicos brasileiros são contra o projeto Mais Médicos,apenas por corporativismo,quando, na realidade, o que se exige é que os médicos estrangeiros se submetam aos critérios estabelecidos para a revalidação de seus diplomas.

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h03
[] [envie esta mensagem] []




Programa Mais Médicos

Todos sabemos, inclusive o Governo, que não faltam médicos e que, na realidade, o que ocorre é a má distribuição desses profissionais, que se concentram, logicamente, nas regiões e cidades com maiores recursos e melhor qualidade de vida. 
De que adianta algumas prefeituras do interior tentarem atrair os médicos oferecendo,apenas,um bom salário,
porém, em caráter temporário e, ainda, num "buraco" onde não existem as mínimas condições de trabalho ?
O Governo não tem uma Política de Saúde e,agora, utilizando-se de medidas eleitoreiras, pretende contratar médicos estrangeiros, principalmente de Cuba.Não somos contra essa contratação,desde que esses profissionais,a exemplo do que ocorre em outros países, se submetam a uma prova de conhecimentos, que lhes permita a aprovação, para a revalidação dos seus diplomas.Mas, o que o Governo deseja é que esses médicos sejam automaticamente autorizados a atuarem no interior do país.Isso não é sensato,é inaceitável e injusto e não pode ser imposto por decreto,passando-se por cima das entidades médicas que regulam e fiscalizam as atividades médicas.O STJ de justiça já se manifestou contrariamente a essa pretensão, declarando-a ilegal.
 



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h02
[] [envie esta mensagem] []


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
 


BRASIL, Sudeste, VITORIA, REPUBLICA, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Spanish, Livros, Medicina


 





     Todas as mensagens
     Link
     Evento
     Medicina pediátrica-CASOS
     ARTIGOS
     CASOS APRESENTADOS/DIAGNÓSTICO
     musica no blog
     MINHAS MUSICAS PREFERIDAS



     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     A PÁGINA DO PEDIATRA
     INTERESTING CASES-CASOS INTERESSANTES...
     CASOS CLINICOS PEDIATRICOS-WEB PEDIATRICA
     CASOS CLINICOS DE PEDIATRIA
     UM SITE INTERESSANTE PARA OS PEDIATRAS...
     CURSO DE ATUALIZAÇÃO DE DERMATOLOGIA PEDIATRICA
     QUAL O SEU DIAGNÓSTICO?
     CURSOS DE IMAGENOLOGIA:RX TORAX,TC TORAX,NEUROIMAGEM
     Casos RADIOLÓGICOS EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA PEDIÁTRICA
     PATOLOGIA PERINATAL-CASOS
     IMAGEM PEDIÁTRICA ONLINE
     EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA PEDIÁTRICA
     RX DE TÓRAX BÁSICO-REVISÃO
     MEDICINA INTENSIVA
     TÓPICOS DE PEDIATRIA DE A-Z,TESTES,SIGLAS,DICAS...
     TÓPICOS-CONTINUAÇÃO,FRASES,CITAÇÕES,AFORISMOS MÉDICOS
     MEDICINA PEDIATRICA
     CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM PNEUMOLOGIA PEDIÁTRICA
     BLOG PEDRO CARRANCHO-PORTALES MEDICOS
     TRADUÇÃO PARA O INGLÊS
     AUTO-AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DE PEDIATRIA
     MINHAS MUSICAS PREFERIDAS...ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO-NO DIA EM QUE SAÍ DE CASA
     CAPACITAÇÃO E ATUALIZAÇÃO EM VÁRIAS ESPECIALIDADES
     HOSPITAL VIRTUAL PEDIATRICO
     TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     CASOS RADIOLÓGICOS PEDIATRICOS
     IMAGEM E RADIOLOGIA-INTRODUÇÃO À INTERPRETAÇÃO
     SITE OFICIAL DO FLUMINENSE
     HINO OFICIAL DO FLUMINENSE
     HINO POPULAR DO FLUMINENSE
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     TANGOS-BOLEROS-FADOS...
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     DOENÇAS GENÉTICAS DE A-Z
     ABORDAGEM DIAGNÓSTICA NAS EMERGÊNCIAS PEDIÁTRICAS
     DENGUE NA CRIANÇA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     TESTES INTERATIVOS...
     RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR EM PEDIATRIA
     INFECÇÕES E ALERGIAS RESPIRATÓRIAS NA INFÂNCIA
     EXAMES LABORATORIAIS DE A ATÉ Z
     AUTO-AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DE PEDIATRIA
     ATLAS DIVERSOS
     LIVROS ONLINE DE TODAS ESPECIALIDADES
     PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA-QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA
     PEDIATRIA ONLINE
     SITE MÉDICO INTERESSANTE-ÓTIMO
     DIRETRIZES EM MEDICINA...
     CURSOS DE PEDIATRIA ONLINE
     TESTES,RCP,NEONAT.,PROTOCOLOS,CASOS,DIRETRIZEZ,ESPECIALIDADES DEIVEERSAS...
     O PACIENTE PEDIATRICO CRÍTICO,EDUCAÇÃO MEDICA CONTINUADA,CASOS DIVERSOS...
     DÊ SEU DIAGNÓSTICO...
     DIAGNÓSTICOS DOS CASOS APRESENTADOS...CONFIRA...
     CUIDADOS HOSPITALARES PARA CRIANÇAS
     MANUAL DE INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS-I
     MANUAL DE PEDIATRIA AMBULATORIAL
     MANUAL DE IMUNOBIOLÓGICOS
     RINITES-CONSENSO II
     MANUAL DE INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS-II
     PROTOCOLOS CLINICOS PEDIÁTRICOS
     DOENÇAS HEMATOLÓGICAS-PROTOCOLOS CLINICOS
     MANUAIS DE ORL PEDIÁTRICA DA IAPO
     ORL PEDIATRICA-CAPÍTULOS SELECIONADOS...
     VISITE O TWITTER DE PEDRO CARRANCHO...
     COMO LER RADIOGRAFIAS DE TORAX
     A CRIANÇA HOSPITALIZADA-PROBLEMAS FREQUENTES
     MANUAL DE GASTROENTEROLOGIA PEDIATRICA
     ATLAS DE VIAS AÉREAS DA CRIANÇA
     MANUAL DE PEDIATRIA
     RCP PEDIATRICA
     COMO FAZER UMA OTOSCOPIA
     ATLAS DE RADIOLOGIA ABDOMINAL
     SOCIEDADE ARGENTINA DE PEDIATRIA
     PEDIATARIA-DIAGNOSTICO E TRATAMENTO
     PEDIATRIA CONTEMPORÂNEA
     PEDIATRIA INDIANA
     PEDIATARIA-CASOS DE MEDICINA MODERNA
     BULAS DE MEDICAMENTOS NA INTERNET
     DIRETRIZES MÉDICAS
     BLOG DE PEDIATRIA-EMERGENCIAS NEONATAIS
     EDUCAÇÃO MEDICA CONTINUADA
     EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA PEDIÁTRICA
     ESTUDOS DE CASOS GENÉTICOS....
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ABORDAGEM DE PACIENTES COM DORES ABDOMINAIS....
     ABDÔMEN AGUDO...
     MANUAL MERCK DE PEDIATRIA
     IMAGEM E RADIOLOGIA-INTRODUÇÃO À INTERPRETAÇÃO
     TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     RADIOLOGIA PEDIATRICA
     CASOS RADIOLOGICOS PEDIATRICOS...
     QUAL O SEU DIAGNÓSTICO?
     DICIONARIO DE AGRESSÕES MÉDICAS À LINGUA PORTUGUESA
     RESSONANCIA MAGNETICA E TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     TC DE CRANIO
     RADIOLOGIA E IMAGEM
     COMO ESTUDAR PARA PASSAR EM CONCURSOS...
     PORTUGUÊS PARA CONCURSOS-APOSTILA COMPLETA
     ASSUNTOS DE PEDIATRIA NO SCRIBD
     DICIONARIO MÉDICO
     PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA-USP- 1996/2000
     DICIONÁRIO EPIDEMIOLÓGICO
     CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA
     SEMIOLIOGIA NEUROLOGICA PEDIATRICA
     OFTALMOLOGIA PEDIATRICA
     INTRODUÇÃO À ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA INFANTIL
     URGÊNCIAS PEDIATRICAS
     MANUAL DE NUTRIÇÃO INFANTIL
     BRONQUIOLITE-REVISÃO-2008
     EXAME DE PEDIATRIA-PERGUNTAS
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ARTIGOS DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ABORDAGEM DO PACIENTE COM DORES ABDOMINAIS
     ABDÔMEN AGUDO
     O EXAME NEUROLÓGICO EM CRIANÇAS.
     CONVULSÕES NEONATAIS-RELATO DE CASO
     ABORDAGEM DAS CEFALÉIAS NA INFÂNCIA
     ABORDAGEM DA CRIANÇA COM SOPRO CARDÍACO
     TRAUMA NO PACIENTE PEDIÁTRICO
     OTITE MÉDIA RECORRENTE NA INFÂNCIA
     CARDIOPATIA CONGÊNITA NO RN-QUANDO SUSPEITAR
     ABDÔMEN AGUDO-ELEMENTOS DIAGNÓSTICOS
     CONSTIPAÇÃO INTESTINAL NA INFÂNCIA
     APENDICITE AGUDA-PADRONIZAÇÃO DA ABORDAGEM DIAGNÓSTICA
     APENDICITE AGUDA NA INFÂNCIA-ESCORE DE ALVARADO
     ABDÔMEN AGUDO NA INFÂNCIA
     URGÊNCIAS ABDOMINAIS NÃO-TRAUMÁTICAS NA CRIANÇA
     TÓPICOS DE CIRURGIA PEDIÁTRICA-1993/2009
     CUARSO DE RADIOLOGIA PEDIATRICA
     AUSCULTA CARDIO-PULMOMAR
     PEDIATRIA GERAL ON-LINE
     PEDRO CARRANCHO-A PEDIATRIA
     369 QUESTÕES DE PEDIATRIA-AUTOAVALIAÇÃO
     NUTARIÇÃO PARENTERAL
     CRISE DE ASMA NA INFANCIA
     OBSTRUÇÕES INTESTINAIS
     DERMATOLOGIA PEDIATRICA
     GUIA PRATICO DE VACINAS
     CONSULTÓRIO PEDIÁTRICO
     URO-NEFROLOGIA PEDIATRICA
     RADIOLOGIA PEDIATRICA
     ORTOPEDIA PEDIATRICA
     PRINCIPIOS DE PEDIATRIA
     TRAUMATOLOGIA ORTOPEDICA-UM GUIA PARA O RESIDENTE
     ATLAS DE ORL PEDIATRICA
     REUMATOLOGIA PEDIATRICA
     SINAIS-CLINICA PEDIATRICA
     GASTROPEDIATRIA
     SINDROME DE KAWASAKI
     GUIA DO TWITTER
     QUAL O SEU DIAGNOSTICO?
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-2
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-3
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-4
     APRESENTAÇÃO DE CASOS DE APLS
     TUTORIAIS MÉDICOS-VIDEOS
     GALERIA DE IMAGENS PARA DIAGNÓSTICO
     VOLUMES DE DERMATOLOGIA
     IMAGINOLOGIA PELA INTERNET
     CID-10
     MANUAL ÉTICO-DISCIPLINAR DE MEDICINA
     MANUAL ÉTICO-DISCIPLINAR DE MEDICINA
     TEP-2008
     CID-10
     PEDIATRIC ASSESSMENT TRIANGLE
     URGENCIAS E EMERGENCIAS PEDIATRICAS
     WEBMEETINGS-CLACIBRASIL
     WEBMEETINGS
     WEBMEETING-NESTLÉ
     WEBMEETING-SBP
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING-VACINAS
     WEBMEETING-IMUNIZAÇÃO
     WEBMEETING
     CONSULTÓRIO DE PEDIATRIA....DICAS...
     VIDEOAULA-OMA
     VIDEOAULAS-PEDIATRIA
     TESTES-2013
     TESTES-USMLE-2013
     TESTE-2 -2013
     TESTE-3 -2013
     TESTE-2 -CS-2013
     GINECOLOGIA PEDIATRICA
     ECG EM PEDIATRIA
     PEDIATRIA
     NEONATOLOLOGIA
     DERMATOLOGIA PEDIATRICA



     Dê uma nota para meu blog