Blog de Pedro Carrancho
 

CASOS APRESENTADOS/DIAGNÓSTICO



 
 

QUAL O SEU DIAGNÓSTICO....

CASO DE 10/3- LESÃO DA MÃO-QUAL O SEU DIAGNÓSTICO PARA ESTA LESÃO?

RESPOSTA-GRANULOMA ANULAR



 Escrito por Pedro Carrancho às 21h58
[] [envie esta mensagem] []




 
 

QUAL O SEU DIAGNÓSTICO...

CASO DE 10/3-QUAL O SEU DIAGNÓSTICO PARA ESTAS LESÕES...

RESPOSTA- SINDROME DE GIANOTI-CROSTI



 Escrito por Pedro Carrancho às 21h56
[] [envie esta mensagem] []




 
 

QUAL O SEU DIAGNOSTICO....

CASO DE 18/3-QUAL O SEU DIAGNÓSTICO-RESPOSTA:

-MENINGOCOCCEMIA



 Escrito por Pedro Carrancho às 21h53
[] [envie esta mensagem] []




 
 

QUAL O SEU DIAGNOSTICO...

Questão 1
Criança de 8 meses de idade procurou serviço de emergência durante a madrugada. Sua mãe referia história aguda de febre por 6 horas, de início súbito, e que rapidamente atingiu 40 graus centígrados. Medicada pela mãe com pirazolona e banhos, obteve melhora temporária do quadro, mas sem melhora do estado geral. Evoluiu rapidamente para novo surto febril, seguido de torpor, sonolência e aparecimento agudo de lesões vermelhas espalhadas pelo corpo, levando à mãe a procurar o serviço de urgência. A mãe não informava história de contato, patologia prévia ou uso de medicamentos. Ao exame, a criança se apresentava em mau estado geral, sonolenta, hipoativa e respondendo somente aos estímulos dolorosos. Chamava atenção a presença de múltiplas lesões petequiais em todo o corpo com predomínio em pernas e braços, também havia lesões petequiais na conjuntiva de ambos os olhos. Não apresentava rigidez de nuca nem sinais meníngeos ou sinais de localização. A pressão arterial era de 80/30, o pulso fino, FC 140, ritmo cardíaco regular taquicárdico sem outras alterações. Aparelho respiratório tinha ausculta normal somente com taquipnéia de 40 inspirações por minuto. Qual seria seu primeiro diagnóstico:



 Escrito por Pedro Carrancho às 00h00
[] [envie esta mensagem] []




 
 

QUAL O SEU DIAGNÓSTICO....

QUAL O SEU DIAGNÓSTICO PARA ESTAS LESÕES?



 Escrito por Pedro Carrancho às 19h29
[] [envie esta mensagem] []




 
 

QUAL O SEU DIAGNOSTICO...

QUAL O SEU DIAGNÓSTICO PARA ESTA LESÃO?



 Escrito por Pedro Carrancho às 19h16
[] [envie esta mensagem] []




 
 

SÍNTESE DOS DIAGNOSTICOS DOS CASOS

DESDE O INÍCIO DO NOSSO BLOG APRESENTAMOS VÁRIOS CASOS CLINICOS RADIOLÓGICOS E DERMATOLÓGICOS PARA DIAGNÓSTICO.PARA FACILITAR A S AUA CONFERÊNCIA,APRESENTAREMOS UMA SÍNTESE ABAIXO A PARTIR DO DIA 12/12/08:

 

DIA 12/12/2008:

  -CASOS DERMATOLÓGICOS:-HERPES ZOSTER

                                              -TINHA CORPORIS

                                              -PARONÍQUIA

                                              -ACANTOSE NIGRICANS

-CASOS RADIOLÓGICOS:-FRATURA RADIO-ULNAR(GALLEAZZI)

DIA 13/12/08

-CASO RADIOLÓGICO-ENTEROCOLITE NECROTIZANTE

DIAS 13 A 15/12/08:

-CASOS DERMATOLÓGICOS:-TINHA CORPORIS

                                            -ACANTOSE NIGRICANS

                                            -URTICÁRIA

DIA 15/12/08:

-CASOS RADIOLÓGICOS:-HISTIOCITOSE DE CÉLULAS DE LANGEHANS

                                       -ENTEROCOLITE NECROTIZANTE

                                       -RUBÉOLA CONGÊNITA+PCA+ALT. ÓSSEAS

                                       -NEFROCALCINOSE+RAQUITISMO

                                       -PAPILOMA LARÍNGEO

                                       -CISTOS LINFOEPITELIAIS DE PARÓTIDAS

                                       -DOENÇA DE CAROLI

CASOS DERMATOLÓGICOS:-URTICÁRIA PIGMENTAR

                                           -PARONÍQUIA

                                           -LARVA MIGRANS CUTÂNEA

                                           -HERPANGINA

                                           -HERPES SIMPLES

                                           -NEVUS AZUL

                                           -ACNE INFANTIL

                                           -URTICÁRIA

                                           -PILOMATRIXOMA

                                           -EDEMA AGUDO HEMORRÁGICO

                                           -NEVUS DE SUTTON

                                           -NEVUS ACROMICO

                                           -MOLUSCO CONTAGIOSO

                                           -KERION CELSI

                                           -INCONTINENCIA PIGMENTAR

                                           -GRANULOMA ANULAR

                                           -ERISIPELA

                                           -EPIDERMÓLISE BOLHOSA CONGÊNITA

                                           -FURÚNCULO

 

DIA 18/12/08

-CASOS RADIOLÓGICOS:-PAPILOMA LARÍNGEO,RUBÉOLA CONG.+PCA, NEFROCALCINOSE+RAQUITISMO

-CASOS DERMATOLOGICOS:-CASO 1-MELANOSE PUSTULAR NEONATAL TRANSITÓRIA

                                            -CASO 2-DERMATITE PERIORAL GRANULOMATOSA

                                            -CASO 3 -ACROPUSTULOSE INFANTIL

                                            -CASO 4-NEVUS SEBACEUS

                                            -CASO 5-LUPUS NEONATAL

                                            -CASO 6-ICTIOSIS VULGARIS

                                            -CASO 7-TINEA CAPITIS

                                            -CASO 8-EXANTEMA LATEROTORACICO UNILATERAL

                                            -CASO 9-ACRODERMATITE PAPULAR OU GIANOTTI-CROST

DIA 18/12/08-CASOS DERMATOLÓGICOS(REPETIDOS)

                     -CASO 21- FURÚNCULO

                     -CASO 19-ERISIPELA

                     -CASO 18-GRANULOMA ANULAR

                     -CASO 17-INCONTINENCIA PIGMENTAR

                     -CASO 15-MOLUSCO CONTAGIOSO

                     -CASO 14-NEVUS ACROMICO

 



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h47
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASOS DE 13 E 15/12-TINHA CORPORIS,ACANTOSE NIGARICANS,URTICÁRIA

CONSIDERAÇÕES SOBRE CASOS DOS DIAS 13/12 E 15/12: TINHA CORPORIS,ACANTOSE NIGRICANS E URTICÁRIA

TINHA CORPORIS:-Infecção dermatofítica da pele, incluindo lesões de tronco e membros.Todos os dermatófitos conhecidos podem produzir lesões.A infecção é adquirida de uma lesão ativa de um animal,por contato direto humano ou do solo.A disseminação da infecção localizada existente,,por exemplo, nos pés, não é incomum.As lesões características  são circular e de forma marginada,com bordas elevadas.Escarificação é comum, mas não é achado constante.As lesões podem também ser eczematosas,vesiculares e pustular in natura.

ACANTOSE NIGRICANS BENIGNA--Doença rara,caracterizada por lesões de pele pigmentadas,marrons ou cinza, papilomatosa,ceratótica.Modo irregular de hereditariedade  dominante, não se associa com distúrbios internos.As alterações se desenvolvem predominantemente no pescoço,axila e fossa cubital, com ocasional envolvimento de mambranas mucosas.

URTICÁRIA-São lesões vermelhas,elevadas,de tamanhos variados,na superfície da pele, acompanhadas, fequentemente, de prurido e associadas a uma reação alérgica e liberação de histamina ou anormalidades no sistema complemento ou no sistema de cininas(sistema imune).Aproximadamente, 1 em 5 pessoas sofrem de urticária em algum momento da sua vida.É mais comum na pessoa que apresenta outras reações alérgicas, como febre do feno ou angioedema.As reações ocorrem na superfície da pele,habitualmente em grupos.A liberação de histamina e outras substâncias  na corrente sanguínea, associada à resposta alérgica, causa prurido,inflamação localizada e outros sintomas.Muitas substâncias, chamadas alérgenos, podem desencadear uma resposta alérgica,que causa urticária,tais como: medicamentos,alimentos,pólen, caspa de animais, pedaços de insetos,água, sol,frio ou calor,estresse emocional, após infecção ou doenças (auto-imunes, leucemias).Parece haver uma tendência hereditária.Há causas não-alérgicas deurticária:dermografismos,frio,LES,angioedema,PHS,mononucleose,etc.



 Escrito por Pedro Carrancho às 17h15
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 21-FURÚNCULO-18/12

CASO 21- FURÚNCULO-18/12

          O furúnculo é uma infecção cutânea, que afeta todo o folículo piloso e o tecido subcutâneo adjacente.Na superfície da pele é comum a presença de estafilococos, que são bactérias que penetram profundamente nos tecidos do folículo piloso e no tecido subcutâneo.Ainda que o aparecimento de furúnculos seja mais comum na face, pescoço, axila, nádegas e coxa, eles podem se formar em qualquer parte do corpo.

          O causador do furúnculo, geralmente, é o Staphylococos aureus, entretanto, outras bactérias ou fungos também podem ser os agentes causadores .É comum os furúnculos surgirem na forma de um nódulo subcutâneo, vermelho e sensível, mas no final se tornam flutuantes.É possível que o furúnculo se rompa sozinho, eliminando pus e um núcleo sólido.

          Os furúnculos podem ser individuais ou múltiplos.Quando se desenvolvem próximos uns dos outros,expandindo-se e juntando-se, dão origem à carbunculose(envolve a fascia profunda subcutânea).



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h45
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 19-ERISIPELA-18/12

CASO 19- ERISIPELA-18/12

          É uma inflamação  aguda dos tecidos conjuntivos da pele, geralmente, da face, causada pelo estreptococo ou, ocasionalmente,pelo estafilococos, ambas bactérias cutâneas normais.É uma doença incomum,que afeta 1 em 10000 pessoas.A pele, normalmente, tem vários tipos de bactérias, mas é uma barreira eficiente enquanto intacta, evitando que as bactérias entrem e cresçam dentro do organismo.Quando há uma rutura da pele, as bactérias podem  penetrar no corpo,desenvolverem-se, causando inflamação e infecção.

          A inflamação por erisipela ocorre com mais frequência nas bochechas.A infecção é caracterizada por doença sistêmica,dor e febre.Há o aparecimento de uma mancha vermelho-vivo,geralmente, próxima à ponta do nariz.Esta mancha se espalha rapidamente para as bochechas e tende a aumentar.Ela pode ocorrer depois de uma infecção respiratória, como uma gripe, quando o nariz apresenta lesão ou rachaduras.



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h33
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 18- GRANULOMA ANULAR-18/12

 

          É uma doença granulomatosa benigna,de etiologia desconhecida,caracterizada por um anel composto de pápulas macias firmes ou nódulos sobre a pele,que aumentam gradualmente.Podem estar presentes lesões múltiplas.Na forma generalizada, lesões múltiplas e pequenas ,cor-da-pele,eritematosas ou violáceas, de forma simétrica no tronco ou,numa forma menos extensa sobre os membros.O padrão anular distinto não está sempre presente.Um exame histopatológico revela histiócitos em palhiçada circundando o tecido necrobiótico. resultante de estruturas colágenas alteradas.Quase sempre há cura sem sequela.

          Tipicamente, esta condição se apresenta como uma lesão nodular circular ou anular, assintomática.O GA é mais comum em crianças e adultos jovens e no sexo feminino.As lesões ocorrem ,na maioria das vezes, em áreas suscetíveis a pequenos traumas, por exemplo, tornozelos, dorso do pé e pulsos.Entretanto,as lesões podem aparecer em qualquer parte do corpo.Podem estar presentes lesões múltiplas,contudo, 50% dos pacientes terão uma lesão única.GA subcutâneo é notado, muitas vezes, na parte anterior da perna.Outras localizações incluem: couro cabeludo, nádegas, dedos e pálpebras.Os nódulos têm uma epiderme sobreposta normal.

          A forma mais rara de GA , a generalizada,é vista primariamente em adultos.Estudos em adultos têm mostrado alguma associação com Diabetes melitus,entretanto, isto não tem sido inteiramente documentado em crianças.

          A biópsia da lesão de um granuloma superficial mostra uma degeneração focal do colágeno.As áreas de degeneração podem ser circundadas por histiócitos em paliçada,linfócitos e fibroblastos.A biópsia de um nódulo subcutâneo é lida como um nódulo pseudo-reumatóide, mas, de fato, não tem ligação com o diagnóstico de artrite reumatóide.

          DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DO GA SUPERFICIAL-Tinea corporis(nodularidade menor,couro cabeludo,algum prurido), eritema migratório(exposição a picada de inseto,sintomas de D. de Lyme).

          DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA GA SUBCUTÂNEO-Nódulo reumatóide,(usualmente sobre tendões),pilomatrixoma(forma irregular), tubérculo ósseo(imóvel), sarcoidose(sintomas sistêmicos), rabdomiossarcoma(tipicamente localizado profundo e fixo).

          Cura-se sem tratamento, ap´so 3e a 4 anos.Têm sido usados: CE tópicos, oral, imunomoduladores tópicos, dapsona, retinoide orais,ciclosporina,entre outros.



 Escrito por Pedro Carrancho às 19h07
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 15-MOLUSCO CONTAGIOSO-18/12

CASO 15-MOLUSCO CONTAGIOSO-18/12

          Doença viral da pele e membranas mucosas,caracterizada por pápulas umbilicadas,discreta cor-de-carne, que pode mostrar um poro central.O agente causador é um virus DNA,do grupo poxvirus,visto mais frequentemente em crianças entre 3 anos aos 16 anos.Pode surgir em qualquer idade.As lesões são tanto contagiosas quanto auto-inoculáveis.Em crianças, elas estão,geralmente, localizadas na face,tronco,extremidades,especialmente axilas, e,algumas vezes, nas membranas mucosas dos lábios, lingua e boca.Em adultos, envolve as áreas púbica,genital e perineal,comumente.



 Escrito por Pedro Carrancho às 18h36
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 13-NEVUS DE SUTTON-18/12

CASO 13- NEVUS DE SUTTON-18/12

 

          O Nevus de Sutton ou Nevus Halo, consiste no aparecimento de um ou vários nevus melanocíticos, com um halo acrômico ao seu redor, que, em ocasiões conduz à hipocromia do nevo e ,inclusive, ao seu desaparecimento.

          Este fenômeno ocorre com maior frequência em meninos e adolescentes,sobretudo nas costas.Traduz um fenômeno de auto-imunidade contra as células do nevus.Esse processo dura de 1 a 2 anos e mácula acrômica tende a pigmentar-se de novo com o tempo.

          O Nevus de Sutton é um nevus melanocítico circundado por um halo despigmentado de pele normal.Relativamente comum, tendo  predileção pelo tronco(dorso), mas podem aparecer em qualquer lugar, com exceção das regiões palmo-plantares, unhas e membranas mucosas.



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h22
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASO 12-EDEMA HEMORRÁGICO AGUDO INFANTIL-18/12

CASO 12- EDEMA HEMORRÁGICO AGUDO INFANTIL-18/12

          O Edema Hemorrágico Agudo da Infância é uma vasculite leucocitoclástica,rara, que acomete crianças com menos de 2 anos de idade.Tem curso benigno,geralmente sem complicações ou recidivas.

           Foi descrito pela primeira vez, em 1913, por Snow,como quadro de púrpura edematosa localizada nas extremidades de um lactente.Em 75% dos casos, encontra-se uma história de infecção recente, sobretudo respiratória ou uso de medicamentos ou vacinas.

           Apresenta-se como quadro agudo de edema inflamatório e púpura equimótica nos membros e face.As lesões  purpúricas,geralmente, são grandes, de configuração anular ou em alvo.A característica mais importante da doença é o contraste entre a evolução aguda do quadro cutâneo e o bom estado geral da criança.

           Outras manifestações,ocasionais, são: púrpuras reticulares, lesões necróticas,sobretudo da orelha, e urtícaria.É descrito comprometimento de mucosas e, raramente,visceral.

           DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL-S. de Sweet, Eritema Polimorfo, D. de Kawasaki, Meningococcemia, Vasculite Séptica, Púrpura Traumática.

           Não há tratamento específico.A resolução completa,espontânea, ocorre em 1 a 3 semanas.



 Escrito por Pedro Carrancho às 13h14
[] [envie esta mensagem] []




 
 

CASOS 11-PILOMATRIXOMA

CASO 11-PILOMATRIXOMA OU PILOMATRICOMA-18/12

          É um tumor composto de células semelhantes àquelas da matriz do cabelo, que suportam mumificação e podem calcificar.Pode ocorrer em qualquer idade da infância,mas a maioria dos pacientes tem menos de 20 anos de idade.As mulheres são mais acometidas.A lesão se apresenta como um tumor dérmico profundo ou subcutâneo de 3 a 30mm de diâmetro,situado na face,pescoço ou extremidades superiores.A pele sobreposta pode ser normal ou levemente descolorida, com uma tonalidade azul-avermelhada e a lesão tem uma consistencia que varia de firme a pétrea.



 Escrito por Pedro Carrancho às 12h43
[] [envie esta mensagem] []


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
 


BRASIL, Sudeste, VITORIA, REPUBLICA, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Spanish, Livros, Medicina


 





     Todas as mensagens
     Link
     Evento
     Medicina pediátrica-CASOS
     ARTIGOS
     CASOS APRESENTADOS/DIAGNÓSTICO
     musica no blog
     MINHAS MUSICAS PREFERIDAS



     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     A PÁGINA DO PEDIATRA
     INTERESTING CASES-CASOS INTERESSANTES...
     CASOS CLINICOS PEDIATRICOS-WEB PEDIATRICA
     CASOS CLINICOS DE PEDIATRIA
     UM SITE INTERESSANTE PARA OS PEDIATRAS...
     CURSO DE ATUALIZAÇÃO DE DERMATOLOGIA PEDIATRICA
     QUAL O SEU DIAGNÓSTICO?
     CURSOS DE IMAGENOLOGIA:RX TORAX,TC TORAX,NEUROIMAGEM
     Casos RADIOLÓGICOS EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA PEDIÁTRICA
     PATOLOGIA PERINATAL-CASOS
     IMAGEM PEDIÁTRICA ONLINE
     EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA PEDIÁTRICA
     RX DE TÓRAX BÁSICO-REVISÃO
     MEDICINA INTENSIVA
     TÓPICOS DE PEDIATRIA DE A-Z,TESTES,SIGLAS,DICAS...
     TÓPICOS-CONTINUAÇÃO,FRASES,CITAÇÕES,AFORISMOS MÉDICOS
     MEDICINA PEDIATRICA
     CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM PNEUMOLOGIA PEDIÁTRICA
     BLOG PEDRO CARRANCHO-PORTALES MEDICOS
     TRADUÇÃO PARA O INGLÊS
     AUTO-AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DE PEDIATRIA
     MINHAS MUSICAS PREFERIDAS...ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO-NO DIA EM QUE SAÍ DE CASA
     CAPACITAÇÃO E ATUALIZAÇÃO EM VÁRIAS ESPECIALIDADES
     HOSPITAL VIRTUAL PEDIATRICO
     TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     CASOS RADIOLÓGICOS PEDIATRICOS
     IMAGEM E RADIOLOGIA-INTRODUÇÃO À INTERPRETAÇÃO
     SITE OFICIAL DO FLUMINENSE
     HINO OFICIAL DO FLUMINENSE
     HINO POPULAR DO FLUMINENSE
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     TANGOS-BOLEROS-FADOS...
     CURTINDO UMA MÚSICA...PÁGINAS MJSICAIS
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     CASOS PEDIÁTRICOS...
     DOENÇAS GENÉTICAS DE A-Z
     ABORDAGEM DIAGNÓSTICA NAS EMERGÊNCIAS PEDIÁTRICAS
     DENGUE NA CRIANÇA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     PROVAS DE CONCURSOS PARA PEDIATRIA
     TESTES INTERATIVOS...
     RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR EM PEDIATRIA
     INFECÇÕES E ALERGIAS RESPIRATÓRIAS NA INFÂNCIA
     EXAMES LABORATORIAIS DE A ATÉ Z
     AUTO-AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DE PEDIATRIA
     ATLAS DIVERSOS
     LIVROS ONLINE DE TODAS ESPECIALIDADES
     PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA-QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA
     PEDIATRIA ONLINE
     SITE MÉDICO INTERESSANTE-ÓTIMO
     DIRETRIZES EM MEDICINA...
     CURSOS DE PEDIATRIA ONLINE
     TESTES,RCP,NEONAT.,PROTOCOLOS,CASOS,DIRETRIZEZ,ESPECIALIDADES DEIVEERSAS...
     O PACIENTE PEDIATRICO CRÍTICO,EDUCAÇÃO MEDICA CONTINUADA,CASOS DIVERSOS...
     DÊ SEU DIAGNÓSTICO...
     DIAGNÓSTICOS DOS CASOS APRESENTADOS...CONFIRA...
     CUIDADOS HOSPITALARES PARA CRIANÇAS
     MANUAL DE INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS-I
     MANUAL DE PEDIATRIA AMBULATORIAL
     MANUAL DE IMUNOBIOLÓGICOS
     RINITES-CONSENSO II
     MANUAL DE INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS-II
     PROTOCOLOS CLINICOS PEDIÁTRICOS
     DOENÇAS HEMATOLÓGICAS-PROTOCOLOS CLINICOS
     MANUAIS DE ORL PEDIÁTRICA DA IAPO
     ORL PEDIATRICA-CAPÍTULOS SELECIONADOS...
     VISITE O TWITTER DE PEDRO CARRANCHO...
     COMO LER RADIOGRAFIAS DE TORAX
     A CRIANÇA HOSPITALIZADA-PROBLEMAS FREQUENTES
     MANUAL DE GASTROENTEROLOGIA PEDIATRICA
     ATLAS DE VIAS AÉREAS DA CRIANÇA
     MANUAL DE PEDIATRIA
     RCP PEDIATRICA
     COMO FAZER UMA OTOSCOPIA
     ATLAS DE RADIOLOGIA ABDOMINAL
     SOCIEDADE ARGENTINA DE PEDIATRIA
     PEDIATARIA-DIAGNOSTICO E TRATAMENTO
     PEDIATRIA CONTEMPORÂNEA
     PEDIATRIA INDIANA
     PEDIATARIA-CASOS DE MEDICINA MODERNA
     BULAS DE MEDICAMENTOS NA INTERNET
     DIRETRIZES MÉDICAS
     BLOG DE PEDIATRIA-EMERGENCIAS NEONATAIS
     EDUCAÇÃO MEDICA CONTINUADA
     EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA PEDIÁTRICA
     ESTUDOS DE CASOS GENÉTICOS....
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ABORDAGEM DE PACIENTES COM DORES ABDOMINAIS....
     ABDÔMEN AGUDO...
     MANUAL MERCK DE PEDIATRIA
     IMAGEM E RADIOLOGIA-INTRODUÇÃO À INTERPRETAÇÃO
     TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     RADIOLOGIA PEDIATRICA
     CASOS RADIOLOGICOS PEDIATRICOS...
     QUAL O SEU DIAGNÓSTICO?
     DICIONARIO DE AGRESSÕES MÉDICAS À LINGUA PORTUGUESA
     RESSONANCIA MAGNETICA E TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
     TC DE CRANIO
     RADIOLOGIA E IMAGEM
     COMO ESTUDAR PARA PASSAR EM CONCURSOS...
     PORTUGUÊS PARA CONCURSOS-APOSTILA COMPLETA
     ASSUNTOS DE PEDIATRIA NO SCRIBD
     DICIONARIO MÉDICO
     PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA-USP- 1996/2000
     DICIONÁRIO EPIDEMIOLÓGICO
     CURSO BÁSICO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA
     SEMIOLIOGIA NEUROLOGICA PEDIATRICA
     OFTALMOLOGIA PEDIATRICA
     INTRODUÇÃO À ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA INFANTIL
     URGÊNCIAS PEDIATRICAS
     MANUAL DE NUTRIÇÃO INFANTIL
     BRONQUIOLITE-REVISÃO-2008
     EXAME DE PEDIATRIA-PERGUNTAS
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS
     MANUAL DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ARTIGOS DE CIRURGIA PEDIATRICA
     ABORDAGEM DO PACIENTE COM DORES ABDOMINAIS
     ABDÔMEN AGUDO
     O EXAME NEUROLÓGICO EM CRIANÇAS.
     CONVULSÕES NEONATAIS-RELATO DE CASO
     ABORDAGEM DAS CEFALÉIAS NA INFÂNCIA
     ABORDAGEM DA CRIANÇA COM SOPRO CARDÍACO
     TRAUMA NO PACIENTE PEDIÁTRICO
     OTITE MÉDIA RECORRENTE NA INFÂNCIA
     CARDIOPATIA CONGÊNITA NO RN-QUANDO SUSPEITAR
     ABDÔMEN AGUDO-ELEMENTOS DIAGNÓSTICOS
     CONSTIPAÇÃO INTESTINAL NA INFÂNCIA
     APENDICITE AGUDA-PADRONIZAÇÃO DA ABORDAGEM DIAGNÓSTICA
     APENDICITE AGUDA NA INFÂNCIA-ESCORE DE ALVARADO
     ABDÔMEN AGUDO NA INFÂNCIA
     URGÊNCIAS ABDOMINAIS NÃO-TRAUMÁTICAS NA CRIANÇA
     TÓPICOS DE CIRURGIA PEDIÁTRICA-1993/2009
     CUARSO DE RADIOLOGIA PEDIATRICA
     AUSCULTA CARDIO-PULMOMAR
     PEDIATRIA GERAL ON-LINE
     PEDRO CARRANCHO-A PEDIATRIA
     369 QUESTÕES DE PEDIATRIA-AUTOAVALIAÇÃO
     NUTARIÇÃO PARENTERAL
     CRISE DE ASMA NA INFANCIA
     OBSTRUÇÕES INTESTINAIS
     DERMATOLOGIA PEDIATRICA
     GUIA PRATICO DE VACINAS
     CONSULTÓRIO PEDIÁTRICO
     URO-NEFROLOGIA PEDIATRICA
     RADIOLOGIA PEDIATRICA
     ORTOPEDIA PEDIATRICA
     PRINCIPIOS DE PEDIATRIA
     TRAUMATOLOGIA ORTOPEDICA-UM GUIA PARA O RESIDENTE
     ATLAS DE ORL PEDIATRICA
     REUMATOLOGIA PEDIATRICA
     SINAIS-CLINICA PEDIATRICA
     GASTROPEDIATRIA
     SINDROME DE KAWASAKI
     GUIA DO TWITTER
     QUAL O SEU DIAGNOSTICO?
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-2
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-3
     EXAME DE CONHECIMENTOS NOS ESTADOS UNIDOS-4
     APRESENTAÇÃO DE CASOS DE APLS
     TUTORIAIS MÉDICOS-VIDEOS
     GALERIA DE IMAGENS PARA DIAGNÓSTICO
     VOLUMES DE DERMATOLOGIA
     IMAGINOLOGIA PELA INTERNET
     CID-10
     MANUAL ÉTICO-DISCIPLINAR DE MEDICINA
     MANUAL ÉTICO-DISCIPLINAR DE MEDICINA
     TEP-2008
     CID-10
     PEDIATRIC ASSESSMENT TRIANGLE
     URGENCIAS E EMERGENCIAS PEDIATRICAS
     WEBMEETINGS-CLACIBRASIL
     WEBMEETINGS
     WEBMEETING-NESTLÉ
     WEBMEETING-SBP
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING
     WEBMEETING-VACINAS
     WEBMEETING-IMUNIZAÇÃO
     WEBMEETING
     CONSULTÓRIO DE PEDIATRIA....DICAS...
     VIDEOAULA-OMA
     VIDEOAULAS-PEDIATRIA
     TESTES-2013
     TESTES-USMLE-2013
     TESTE-2 -2013
     TESTE-3 -2013
     TESTE-2 -CS-2013
     GINECOLOGIA PEDIATRICA
     ECG EM PEDIATRIA
     PEDIATRIA
     NEONATOLOLOGIA
     DERMATOLOGIA PEDIATRICA



     Dê uma nota para meu blog